Bairro mãe de Goiânia

Av. 24 de Outubro conta com um intenso comércio popular

A história de Campinas é peculiar. Nasceu como Arraial, em 1810, quando o aventureiro Joaquim Gomes da Silva Gerais cortava caminho pelas campinas verdes e o ribeiro cascavel, em busca de ouro em Anicuns. Após 43 anos, deixou a condição de Arraial para virar Freguesia (1853).

O sonhado título de Vila só chegou em 1907. Quase sete anos após a chegada dos padres missionários Redentoristas, a partir de 1894, que construíram uma Igreja, a primeira usina hidrelétrica e o primeiro jornal.

Com eles, vindos da Alemanha, também chegaram o primeiro telefone, a primeira motocicleta e, como encanaram a água, a primeira cervejaria de Goiás. Com tantas novidades, o charme e o título de Município de Goiás ocorreu em 1910, por decreto-lei.

Mas, os ventos que assopraram em Goiás Velho, levando aos quatro cantos a decisão inédita de criar e transferir a capital do Estado, reservaram uma nova surpresa para Campininha, como a cidade era conhecida. E assim foi extinta, pelo decreto nº 327 de 1935, para ser incorporada como bairro do município de Goiânia.