“Bairro que tenho, bairro que eu quero”

Lilian Linch entrevista morador do bairro

A terceira edição do projeto “Bairro que eu tenho, bairro que eu quero” chega ao Jardim América, para escolher os problemas e qualidades do bairro. A votação começou na sexta-feira (30). No sábado (31), será o final da eleição, comemorada com uma festa para os moradores.

O Jardim América é o maior bairro de Goiânia, tanto em tamanho como em população. O setor cresceu muito nos últimos 20 anos e, se fosse uma cidade, seria a 15ª maior de Goiás, com cerca de 80 mil pessoas. Uma história que começou na década de 50.

Moradora antiga do Jardim América, a aposentada Odetina Martins brilha os olhos quando fala do bairro. Ela cita o comércio como ponto forte do local, já que tem umas das mais famosas feiras da cidade, que acontece todas as quintas-feiras no Centro Popular de Alimentação e Lazer (Cepal). “Eu gosto muito da feira, porque é bem pertinho da minha casa, então, a localização ajuda bastante”, diz.

Vias que passam pelo Jardim América viraram eixos importantes do trânsito, como as Avenidas T-9, T-7 e T-63. Devido ao crescimento rápido do bairro, esses locais são bastante movimentados e acabam até dificultando a passagem de pedestres: “É rápido demais, muito movimento, é difícil”, reclama o motorista Flávio Soares.

Por outro lado, esse movimento todo atraiu lojas, bancos e vários serviços para o bairro. Existem também muitas escolas publicas e particulares, facilitando a vida dos moradores.

Além disso, o Jardim América é passagem obrigatória para quem sai de bairros da região sudoeste como Parque Anhanguera, Novo Horizonte, Jardim Europa, Jardim Presidente, Jardim Planalto e vários outros.

Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera