Bastidores de uma reportagem

Oswaldo, Márcia e Ronaldo

O Folha Z prepara, para junho, algumas matérias especiais sobre os 202 anos de Campinas. A equipe de reportagem do jornal subiu em alguns prédios para tirar fotos “aéreas” do bairro para ilustrar a futura matéria.

Ronaldo Coelho e Márcia Regina, da equipe do Jornal 8 de Julho, Guilherme Coelho, do Folha Z, e Oswaldo Dionísio dos Santos, conhecido como Oswaldo da Rival, presidente da Associação de Moradores de Campinas (Amocamp), realizaram uma verdadeira aventura com alta adrenalina subindo nos prédios mais altos do bairro.
Osvaldo demonstrou muita habilidade ao subir nas escadas externas que levam aos terraços dos edifícios visitados. “Vida de repórter é fascinante”, declarou ele, demonstrando, definitivamente, não ter medo de altura. Oswaldo, aliás, foi muito prestativo quando o jornal lhe solicitou apoio para a reportagem e não mediu esforço para que o trabalho fosse feito.

O repórter fotográfico do Folha Z, Guilherme Coelho também mostrou que não tem medo de altura. Ele fez cerca de 400 fotos “aéreas” de Campinas. A equipe visitou os terraços do Edifício da Panificadora Pão Kentão, na Avenida Benjamin Constant com Avenida Anhanguera. O prédio tem seis andares. Para alcançar o terraço, a equipe teve que subir mais um andar por uma escada externa.

O outro prédio visitado foi o Edifício Everest, na Rua Rio Verde. São 15 andares, mas para se chegar até a caixa d’água, de onde as fotos foram tiradas, foi necessário subir mais um lance de escada até a casa onde morava o zelador e uma escada externa equivalente a dois andares. Lá do alto foi possível ver detalhes e prédios importantes que marcam a história de Campinas. A equipe subiu também no prédio do Cartório Antônio do Prado, na Praça Joaquim Lúcio, de onde foram tiradas outras fotos.