Bem estar no casamento

Thaís Dangoni proporciona bem-estar durante festas de casamento

Há quem acredite que o sonho do matrimônio já não habita o imaginário dos casais. Aos descrentes, cabe dizer que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), somente em 2009, a cada mil habitantes aproximadamente sete casamentos eram realizados – o maior índice registrado em um prazo de dez anos.

Para que esse sonho se torne perfeito, principalmente no dia da cerimônia de casamento, em 2008 uma ideia inovadora apareceu no mercado goianiense. O Tha e Ha – Bem Estar em Seu Evento surgiu com a proposta de levar aos casamentos massagens nos pés, ombros, sessões de relaxamento e até mesmo brindes personalizados.

A fisioterapeuta Thaís Dangoni, sócia e idealizadora do empreendimento, conta que foram realizadas pesquisas a fim de atender o público da melhor forma possível. “Queríamos proporcionar um diferencial ao evento. Somos pioneiras, mas sabemos que já existem outras empresas no mercado que realizam esse mesmo serviço. Isso me traz alegria, porque se temos concorrência agora, significa que a ideia foi tão boa que precisou ser copiada”, conta.

Empreendimento na rede

Com a ajuda de profissionais do ramo de cerimoniais, Thaís conseguiu entrada livre em um evento importante da capital goiana, que só é realizado uma vez por ano. A partir daí, foram apenas dois meses para surgir o primeiro cliente. “Fomos eu e mais uma fisioterapeuta, trabalhando três horas seguidas, sem pausas. Ao fim, só escutávamos elogios. Foi um sucesso e percebemos que realmente o empreendimento daria certo”, alegra-se.

Depois do primeiro evento, já surgiram algumas melhorias. Passaram a usar luvas descartáveis, higienizadores com álcool e material próprio para massagem. “Apesar de colocarmos à disposição os ‘puffs’, nos quais os fisioterapeutas farão seu trabalho, é responsabilidade do cliente organizar um local próprio para atendermos e toda infraestrutura necessária”, explica.

Os clientes podem solicitar o serviço por meio do site (www.thaeha.com.br) ou por telefone. O interessado é atendido em sua residência, ou em shoppings e cafés. “Vamos aonde o cliente deseja. Buscamos algo personalizado, que traga conforto a nosso público”, conta.

Thaís, que hoje divide o negócio com sua mãe, Roseli Vargas, conta que preza pela qualidade do serviço. “Nossos colaboradores são sempre profissionais formados ou que cursem o último ano de Fisioterapia”, ressalta. “Podem ser homens ou mulheres, desde que atendam a esses requisitos”, completa.

Ano promissor

Com público mais seleto – atualmente atendem, em geral, as classes A e B – Thaís consegue perceber o crescimento de seu negócio. Em Goiânia, cada evento traz em média 600 convidados. “E não trabalhamos apenas na capital. Atendemos festas em Brasília (DF) e Entorno do DF, e se preciso até mesmo em outros estados”, relata.

Para atingir clientela ainda maior, a propaganda é feita estrategicamente em bufês, casas de aluguel de roupas, estúdios fotográficos e estabelecimentos que atuam na área de eventos. “Apesar de termos o foco em casamentos, também podemos fechar contrato com outros tipos de festa – aniversários de 15 anos, formaturas, chás de panela e batizados”, afirma.

O número de profissionais que trabalha em cada evento depende da quantidade de convidados, que podem utilizar o serviço quantas vezes quiserem. Segundo Thaís, 300 participantes exigem uma média de quatro fisioterapeutas. “É isso que vai definir o preço que cobro, além de gastos como transporte e alimentação, caso precise viajar para fora de Goiânia”, explica.

Com a cobertura de pelo menos um evento por fim de semana, elas pretendem crescer ainda mais em 2012. “Sabemos que vai ser um ano promissor e já existe grande procura pelo nosso serviço”, conclui.

Ana Carolina de Deus/ASN