Vontade de abrir a boca

Segundo a colunista da Folha de São Paulo, Mônica Bergamo, o chefe da máfia dos caça-níqueis Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, estaria com muita vontade de abrir a boca.

Abaixo, leia o que a jornalista escreveu na sua coluna; (Zíper aberto)

O empresário do jogo Carlinhos Cachoeira afirmou não apenas à mulher, Andressa Mendonça, mas também a advogados e a amigos que o visitam que “está louco” para falar.

Eu te conheço – um de seus interlocutores diz ter entendido que Cachoeira quer, antes de mais nada, passar “recados” a seus críticos. Mas sem, a princípio, revelações bombásticas e comprometedoras.

De outros carnavais – o mesmo interlocutor afirma que Cachoeira caiu na gargalhada ao ver a lista de parlamentares que fazem parte da CPI que o investigará. Afirmou estar curioso para saber as perguntas que alguns integrantes, que conhece, farão no dia em que ele for depor na comissão.