Caixeta quer investigar tentáculos de Cachoeira na Câmara

Fábio afirma que os colegas estão demonstrando intenção de barrar a investigação

Se depender do empenho dos vereadores, a Comissão Especial de Inquérito (CEI), que visa investigar a relação de parlamentares da Câmara Municipal com o contraventor Carlinhos Cachoeira, não deve sair do papel. A proposta é do vereador Fábio Caixeta (PMN) e, além dele, apenas Elias Vaz (PSOL), Geovani Antônio (PSDB), Santana Gomes (PSD) e Simeyzon Silveira (PSC) assinaram requerimento. Para instaurar a comissão, são necessárias, pelo menos, 12 assinaturas.

Fábio afirma que os colegas estão demonstrando intenção de barrar a investigação. “O entendimento da maioria é não assinar e aguardar o desenrolar da Comissão de Ética”, afirmou.

O vereador defende a investigação porque acredita que a repercussão de denúncias da operação Monte Carlo desgasta a imagem da Câmara. Na opinião dele, é preciso separar o “joio, do trigo”.

“Desgasta a imagem do político em si. Essa operação causou um transtorno muito grande em todo o Brasil. A classe política fica denegrida”, conclui.

Wellington Borges