Castro, Mayer e Victor: armadilha e realidade

“Mexeu com UMA mexeu com TODAS” também deveria ser aplicado ao caso da mulher agredida pelo cantor sertanejo

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

José Mayer corre risco de ter o seu contrato rescindido com a Globo | Foto: Reprodução

José Mayer corre risco de ter o seu contrato rescindido com a Globo | Foto: Reprodução

Tem gente que insiste em ficar chocada com certas revelações sem perceber o nível rasteiro de uma parcela da sociedade. O desbocado ator Caio Castro falou o óbvio em recente entrevista: “A mãe de uma menina chegou para mim e disse: “A minha filha, eu sei que ela não tem 18 anos ainda, mas será que você poderia passar a noite com ela hoje? Ela gosta muito de você”. Para fugir da armadilha da faixa etária, não passar arrogância e contornar desgaste com eventual contratante do evento, segundo ele, a saída foi alegar outro compromisso na agenda.

Armadilha da vida real

Celebridades nem mais consideram certas sondagens como afronta ou inconveniência. Interpretando o mulherengo dom Pedro na novela “Novo Mundo”, Caio Castro poderia ter caído na cilada da vida real, armada pela mãe determinada em satisfazer o desejo de uma filha mimada. Não haveria escapatória em caso de exposição pública. O exemplo ilustra bem o pé atrás do cidadão em geral sobre episódios que envolvem a relação entre famosos e seus fãs, ou mesmo resvalando em profissionais que fazem parte dos elencos das novelas. Isso justifica a incredulidade da maioria diante do assédio sexual cometido pelo ator José Mayer contra a figurinista Susllem Tonani.

LEIA MAIS: Vereadores e governador debatem nova sede da Câmara de Aparecida

Rescisão de contrato

O símbolo máximo do “garanhão global” admitiu hoje, depois de duas reações negativas, ter constrangido a funcionária com atitudes condenáveis antes das gravações de “A Lei do Amor”, entre elas colocar a mão esquerda na genitália de Susllem. O episódio lamentável foi testemunhado por outras colegas de profissão. José Mayer tentou contornar o estrago com um pedido de desculpas público, porém corre sério risco de ter o seu contrato rescindido ou mesmo amargar um afastamento forçado das novelas até 2019.

Dois pesos e duas medidas

Apresentadoras, atrizes e funcionárias da emissora se reuniram, tomaram partido da figurinista nas redes sociais e vestiram camiseta com os seguintes dizeres: “Mexeu com UMA mexeu com TODAS”. O público agora espera reação semelhante contra o cantor Victor Chaves, da dupla com Léo, indiciado na manhã de hoje pela polícia mineira por ter agredido a mulher, grávida de quatro meses. Imagens do circuito interno do prédio onde mora o sertanejo registraram xingamentos e pontapés.

Poliana Chaves não trabalha na Globo, mas é tão vítima quanto Susllem Tonani. A repercussão dos dois casos foi praticamente a mesma.  Dois pesos e duas medidas sobre crimes contra a mulher deixam o público com a pulga atrás da orelha, desconfiado de critérios seletivos na utilização da bandeira contra o machismo e a violência no Brasil.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter