O drama da Segurança Pública em Goiânia

O temor pelos bandidos, o tráfico de drogas que só aumenta e destrói milhares de famílias, o direito de Ir e vir cada vez mais limitado ao cidadão goianiense entre outros direitos e garantias fundamentais. Mas de quem é a culpa?

De acordo com o Senado, drama da Segurança Pública é de responsabilidade de todas as instâncias do Poder | Foto: Divulgação

De acordo com o Senado, drama da Segurança Pública é de responsabilidade de todas as instâncias do Poder | Foto: Divulgação

Por Paulo Torminn

A capital do estado de Goiás, em sua última década, passa por uma crise sem fim na segurança pública. O temor pelos bandidos, o tráfico de drogas que só aumenta e destrói milhares de famílias, o direito de Ir e vir cada vez mais limitado ao cidadão goianiense entre outros direitos e garantias fundamentais. Mas de quem é a culpa? Quem é o verdadeiro responsável pela segurança na capital goiana?

De acordo com a Constituição Federal de 1988, em seu artigo 144, a segurança pública é dever do Estado brasileiro, direito e responsabilidade de todos, o qual é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia ferroviária Federal, Polícia Civis e Polícias Militares e corpos de bombeiros militares, ou seja, a segurança pública é de responsabilidade de todos, cabe a cada esfera do governo realizar investimentos para melhorar esta área.

LEIA MAIS: Jovem salta de veículo em movimento e escapa de estupro na Grande Goiânia

Porém, tudo isso na teoria parece ser uma questão pública de fácil solução dos governos, mas não é! O que vemos no decorrer dos anos com a troca de gestores na administração pública e o aumento significativo da população nas grandes cidades brasileiras é um estado de calamidade, onde todos querem uma solução, mas não sabem de quem cobrar.

Em Goiânia, os números da calamidade na segurança pública se superam ano a ano, e o que vemos é uma cobrança da população aos nossos governantes, cobrança essa, que as vezes é feita de um modo errado e pelo meio errado. Como dito antes, a responsabilidade é de todos, o qual não devemos cobrar somente de uma esfera do governo e sim de todos.

Portanto, cabe ao governo municipal fazer a Segurança preventiva, instalando equipamentos públicos na cidade, como iluminação adequada e câmeras. Além disso, criar e investir na guarda municipal para proteção de bens, serviços e instalações. Uma boa manutenção da cidade contribui para a inibição da criminalidade.

O governo estadual é o principal responsável pela segurança pública, que executa ações de segurança, construção, administração e manutenção das prisões estaduais, além do policiamento ostensivo, administrativo e investigativo através da polícia militar e polícia civil, o qual leva a população uma sensação de “segurança”.

E o governo federal fica responsável pelo policiamento nas fronteiras do País, evitando e combatendo o tráfico de drogas, além disso, realiza o patrulhamento das rodovias federais.

Se as obrigações da segurança pública é bem distribuída em toda a administração pública no País, por que não funciona corretamente? Não funciona por diversos motivos, começando pelas eleições no País, seja para Presidente, Governador, Prefeito e parlamentares, nós votamos errado! Colocamos políticos errados e despreparados para nos representar. Mas isso é a democracia!

Sendo assim, com representantes despreparados nos Poderes da União, o resultado é a crise que passamos agora, não somente na segurança, mas também na saúde que é precária, na educação, na infraestrutura e agora a grande crise financeira gerada pela corrupção no País inteiro.

Paulo Tormmin

Paulo Torminn Borges Neto | Foto: Acervo Pessoal

Para uma solução a esta crise da segurança na capital goiana, minha opinião seria de uma melhor comunicação entre os chefes do poder executivo estadual e municipal, deixando de lado os egos e disputas partidárias, gerando assim parcerias para solucionar de algum modo ou diminuir a falta de segurança e trazer ao povo goianiense um pouco de tranquilidade para ficar dentro de casa, ir ao trabalho e poder usufruir do seu lazer. O povo clama por isso!

Um país como o Brasil de grande extensão territorial, com muitas riquezas naturais e culturais, não pode permanecer neste clima de guerra que vivemos!

Artigo 1°, parágrafo único, Constituição Federal/88, “ Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.” Vote consciente, SEMPRE!

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter