Crítica “injusta”


Presidente do Senado, José Sarney

O presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), classificou como ‘injusta’ a crítica feita contra ele pelo vocalista da banda Capital Inicial, Dinho Ouro Preto, durante o Rock in Rio 2011. Durante a sua apresentação, o músico defendeu a liberdade de imprensa e questionou a proibição judicial que impede o jornal ‘O Estado de S. Paulo’ de publicar informações sobre a Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, que investiga o empresário Fernando Sarney, filho do senador.

Em entrevista exclusiva ao jornal ‘Zero Hora’, o presidente do Senado Federal lembrou que o rock tem como característica a contestação, mas defendeu-se das críticas feitas pelo músico.

(Agência Estado)