A arte que distrai os problemas

Moisés / Foto: Valdemy TeixeiraA arte pode definir-se por meio de várias expressões do ser humano. Sempre quando pensamos no seu conceito, nos vem à memória restrições como se ela só pudesse existir somente por meio de pinturas, música, cinema, dança. Entretanto a arte tem papel de ser a forma de o humano expressar suas emoções, sua história e sua cultura através de alguns valores estéticos, como beleza, harmonia, equilíbrio, inteligência.

Distração

Por isso a arte pode ser representada através de várias formas, em especial, existe o caso de Moisés Antonio de Oliveira, que aos 50 anos, entendeu a arte como distração para certos problemas.

O que para Antonio no começo era um hobby, uma brincadeira foi se tornando uma forma de expressar o que ele sentia, se tornou considerado um exímio montador de quebra-cabeça. Começou com essa trajetória de vida quando sua tia lhe deu o primeiro quebra cabeça de 1 mil peças, em que na época não se encontrava facilmente em Goiânia para compra esse tipo de produto. O seu primeiro trabalho a ser divulgado foi “Os fundos da Itália” com 3000 peças foi o trabalho que lhe cansou mais porem trouxe maior facilidade para lidar com esse grande desafio da montagem.

Entretenimento

Com árduo trabalho nas funções de comprar, montar e emoldurar. Ocasionou rentabilidade a venda de algumas peças em que as pessoas escolhiam o tema e o pedia para encaminhar a elas. Como instrumento para seu ofício. Ele usa lupa, látex, papelão e uma cola especial que traz brilho. Retrata que para maior eficiência é necessário a montagem lateral da base para fundo. Separam se em quantidades menores as peças, as peças parecidas perto uma da outra e depois é só juntar. O montar sem fazer um quadro, pode fazer com que a peça seja somente um entretenimento e todo o tempo gasto não se torna algo produtivo que pode ser vivido e visto posteriormente.

Se for uma mera cópia, uma criação que se limita a imitar algo que foi feito antes ou se é uma obra meramente descritiva que não representa nada além de imagens já conhecidas e técnicas de montagem, a tendência pode ser considerada arte. Devido ao fato de que sempre lidamos com questões ligadas à composição artística, à combinação das cores, das palavras, dos sons, das idéias.

Tudo para que exista neste mundo uma manifestação artística (manifestação do humano), seja ela qual for não cabem à inveja, a avaliação, a crítica. Só mediante a algum tipo de esforço humano, o ato artístico poderá preencher os vazios durante o amadurecimento forçado pelo intelecto. Todos nós temos um tema ou forma de fazer arte. Resta-nos buscar uma maneira de expressá-la com singeleza por isso quando quiser fazer arte, faça, porque a mente pode está cheia de inspiração que deve ser compartilhada com o mundo.