Álcool gel ajuda mesmo a combater o vírus da H1N1?

Não é qualquer produto que pode ser utilizado, concentração faz toda a diferença

Álcool gel e H1N1: como se prevenir da doença que é surto em Goiânia | Foto: Bruno Fortuna/ Fotos Públicas

Álcool gel e H1N1: como se prevenir da doença que é surto em Goiânia | Foto: Bruno Fortuna/ Fotos Públicas

Com 25 mortes confirmadas, Goiás está em estado de alerta para o perigo do vírus H1N1. Preocupadas, muitas pessoas se perguntam: além da vacina, o que posso fazer para me proteger do vírus?

Um dos principais itens de higiene citados quando o assunto é prevenção é o álcool gel. O Folha Z foi atrás para descobrir se ele é realmente eficaz contra o vírus da Influenza.

Contágio

Uma mutação do vírus da gripe, a gripe Influenza é transmitida de pessoa para pessoa especialmente por meio da tosse ou espirro.

Veja como álcool gel pode prevenir o vírus H1N1, que é surto em Goiânia | Foto: Reprodução

Veja como álcool gel pode prevenir o vírus H1N1, que é surto em Goiânia | Foto: Reprodução

Mas o contágio também pode acontecer quando alguém entra em contato com objetos contaminados.

E piora. de acordo com o serviço público de saúde do Reino Unido, vírus expelidos ao tossir ou espirrar alcançam cerca de um metro e podem sobreviver por até 24 horas em superfícies duras.

Dessa maneira, fica fácil perceber a importância de manter as mãos higienizadas ao longo do dia.

Álcool gel

Mas não é qualquer álcool gel que pode ser capaz de eliminar o vírus que transmite a gripe H1N1.

De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado de Goiás (Sincofarma-GO), o álcool gel antisséptico com grau de concentração 70% é o único indicado e o mais eficiente no combate às bactérias e vírus.

O produto auxilia na eliminação de microrganismos prejudiciais ao ser humano. A informação é do presidente do Sincofarma-GO, João Aguiar Neto.

Mesmo com a eficiência do álcool gel, Aguiar alerta que seu uso não elimina a necessidade de se lavar as mãos com frequência.

Álcool gel pode prevenir H1N1, mas apenas se tiver concentração de 70% | Foto: Bruno Fortuna/ Fotos Públicas

Álcool gel pode prevenir H1N1, mas apenas se tiver concentração de 70% | Foto: Bruno Fortuna/ Fotos Públicas

LEIA MAIS: Mensagem alerta para vírus mais potente que H1N1 em Goiânia. Fake news?

Como usar

No vídeo abaixo, o biomédico Roberto Figueiredo, mais conhecido pelo apelido “Dr. Bactéria”, ensina a melhor maneira de usar o álcool gel para higienizar as mãos.

Por que 70%?

Outros tipos de álcool com grau de concentração maior não são indicados para esse tipo de uso. Isso porque evaporam rapidamente e não permanecem na superfície da pele pelo tempo ideal para matar bactérias e germes.

Em contrapartida, o álcool gel com grau de concentração menor também não é indicado para essa finalidade por não reunir a composição ideal para quebrar a resistência dos microrganismos ao produto.

Outro ponto positivo é que, além de ajudar na assepsia do corpo, o álcool gel 70% também atua para manter a pele levemente hidratada.

Procura por álcool gel

Nos últimos dias, a procura pelo produto cresceu 300% em Goiânia devido à corrida da população para se prevenir de vírus respiratórios, cujo registro de casos aumentou significativamente desde o mês passado.

Em algumas das 950 farmácias e drogarias de Goiânia, novos lotes do álcool gel 70% tiveram que ser adicionados ao fluxo de pedidos nos fornecedores para garantir o abastecimento nas prateleiras.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter