Corpo de mulher morta após usar hidrogel será exumado

Raquel Policena chegou a ficar presa em Goiânia, mas responderá em liberdade

Raquel Policena chegou a ficar presa em Goiânia, mas aguarda a conclusão das investigações em liberdade

O juiz Eduardo Pio Mascarenhas da Silva autorizou nesta sexta-feira, 12, a exumação do corpo da auxiliar de leilões Maria José Medrado de Souza Brandão, que morreu após uma aplicação nos glúteos realizada pela falsa biomédica Raquel Policena.

A exumação será feita para constatar se o produto usado nos glúteos de Maria José foi realmente o hidrogel ou outra substância irregular. O Instituto de Criminalística já havia retirado uma parte do produto da região glútea da vítima, mas não foi possível fazer a comprovação devido à presença de formol.