Cuidado: 5 doenças que você pode pegar do seu bicho de estimação

Conhece a doença da arranhadura do gato? E a impingem?

Animais de estimação podem transmitir doenças | Foto: Reprodução

Animais de estimação podem transmitir doenças | Foto: Reprodução

Apesar de se tornarem na maioria das vezes parte importante das famílias, os bichos de estimação podem também trazer complicações para as pessoas que compartilhem o mesmo teto que eles. Confira uma lista de sete doenças que os bichinhos podem levar para os donos caso estes não fiquem atentos.

1. Salmonela

É comum pensar que salmonela é uma doença advinda de carne mal cozida, mas ela também pode ser transmitida por animais. Eles podem contrair essa bactéria que vive no trato intestinal e ainda assim parecerem saudáveis. Porém, a bactéria estará presente em suas fezes.

Se você não lavar suas mãos depois de entrar em contato com o animal infectado, a bactéria pode facilmente passar para o seu corpo. Para diminuir esse risco, lave as mãos vigorosamente, em especial após entrar em contato com as fezes do animal.

LEIA MAIS: Xixi do cachorro no lugar errado: 5 erros que você não sabe que está cometendo

2. Impingem

Mais conhecida como impingem, a dermatofitose é uma infecção fúngica na pele. Ela pode ser transmitida tanto em piscinas ou vestiários quanto por animais infectados.

Para identificar a impingem em você ou no seu pet, procure as características círculos vermelhos que geralmente apresentam bordas mais escuras do que o centro. Além disso, observe se há manchas vermelhas ou escamosas e que coçam na pele. Felizmente, a doença pode ser facilmente tratada com remédios tópicos.

3. Doença da arranhadura do gato

Por volta de 40 por cento dos gatos carregam a bactéria causadora da doença da arranhadura do gato. Geralmente, você verá uma ferida inchada logo após o arranhão. Além disso, a “vítima” também pode experienciar sintomas parecidos com a gripe.

Porém, a doença não é grave e pode ser evitada mantendo a higiene do bichano em dia e lavando imediatamente com água morna e sabão qualquer ferida proveniente de suas garras.

 

4. Vermes

Muitas vezes não pensamos sobre isso, mas é possível (e comum) que os pets transmitam vermes para os seus donos. Motivo mais do que suficiente para que você mantenha em dia o tratamento preventivo de vermífugos e as vacinas do seu animal.

Na maioria dos casos, os humanos contraem os vermes dos bichos ao andarem descalços no local de convivência do animal. O parasita é capaz de perfurar a pele dos pés sem ser detectado. Por isso, todo cuidado é pouco!

5. Toxoplasmose

Essa doença acontece quando uma pessoa é infectada por um parasita microscópico bastante comum em gatos, mas não somente neles. A infecção não passa de sintomas de gripe, porém, o caso é agravado em mulheres grávidas.

Como prevenção, a indicação é limpar a caixa de areia do gato diariamente e evitar o contato direto com as fezes do animal, usando luvas e lavando bem as mãos na sequência. Caso esteja grávida, peça que outra pessoa faça esse serviço.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter