Emilly vai à delegacia para depor sobre agressão no BBB 17

"Como todo casal, passamos por momentos de alegria, ansiedade, euforia e tensão", escreveu Marcos sobre o caso

Emilly Araújo depõe à polícia sobre caso de agressão | Foto: Marcello Sá Barreto/Ag. News

Emilly Araújo depõe à polícia sobre caso de agressão | Foto: Marcello Sá Barreto/Ag. News

Vencedora do BBB 2017, Emilly Araújo foi à Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira, 17, para depor sobre a agressão que sofreu de Marcos Harter durante o reality.

O médico Marcos Harter já havia sido ouvido pela polícia na última quarta, 12. Após sua saída da delegacia, a delegada-titular Viviane Costa Ferreira comentou o caso. “Quando o delegado de polícia toma conhecimento, tem obrigação de apurar. Fiz a diligência na emissora na segunda-feira com o fim de angariar provas. Naquele momento, foram solicitadas imagens de câmeras e foram feitos convites para Emilly e Marcos comparecerem à delegacia”, disse.

De acordo com a delegada, a eliminação de Marcos do programa foi uma decisão unicamente da Rede Globo. “A Polícia Civil não tem ligação com essa decisão. O próximo passo será a análise das imagens e, assim que for concluído o inquérito, vocês terão mais declarações”, explicou.

LEIA MAIS: A nação do Instagram (governada por um brasileiro)

Defesa

Também na semana passada, Marcos usou as redes sociais para se defender das acusações. “Como todo casal, passamos por momentos de alegria, ansiedade, euforia e tensão. Jamais tive a intenção de machucar física ou emocionalmente uma pessoa pela qual nutri tanto carinho e afeto. O programa tem um formato destinado a levar nosso emocional ao limite e consequentemente os nervos à flor da pele. Repito: jamais tive a intenção de machucá-la ou agredi-la, estou surpreso com tudo que está acontecendo. Peço desculpas a todos os envolvidos, Emilly, sua família, demais participantes e a todo o Brasil”, escreveu.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter