Preso homem que fingia ser policial para atacar prostitutas em Itumbiara

Ele já havia marcado com outra possível vítima para a tarde desta quarta, às 13h30, e o encontro não ocorreu devido à intervenção policial

Ele atacava prostitutas em Itumbiara, a 190 km de Goiânia | Foto: Divulgação/PC

Ele atacava prostitutas em Itumbiara, a 190 km de Goiânia | Foto: Divulgação/PC

Foi preso em Itumbiara um homem suspeito de atacar prostitutas na cidade. A prisão foi efetuada pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), com apoio do Policiais Civis do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (GEPATRI), nesta quarta-feira, 14.

De acordo com a delegada Yvve Rocha, Paulo Santos, vulgo “Paulinho Motos”, de 29 anos, se passava por policial para cometer os crimes. As vítimas relataram que o autor fazia contato com elas após obter informações em um site, e marcava programas.

Na ocasião dos encontros, o suspeito agia com crueldade, agredia as vítima e as mantinha sob ameaça de arma de fogo. Uma das vítimas foi estuprada pelo suspeito. Ele usava uma moto branca modelo Broz NXR 125 KS emplacada em Araporã (MG).

Prisão temporária

A delegada titular da Deam representou pela prisão temporária do autor. O mandado de prisão foi expedido na manhã de hoje pela 1ª Vara Criminal. Duas vítimas ouvidas já haviam efetuado o reconhecimento do autor por foto.

Durante a prisão, foi encontrada na residência do suspeito a moto utilizada nos crimes e ainda uma espingarda modificada e munição de calibre 22. Além de dar cumprimento ao mandado de prisão temporária, foi lavrado o auto de prisão em flagrante por posse de arma de fogo.

O autor havia marcado com outra possível vítima para a tarde desta quarta, às 13h30, e o encontro não ocorreu devido à intervenção policial. Acredita-se que, por medo, nem todas as vítima tenham procurado a Polícia Civil.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter