Veja por que você não deve nunca andar de moto com bermuda e chinelo

Imagens fortes mostram resultado da imprudência na condução do veículo

Em país de clima quente como é o Brasil, especialmente no tempo seco do Centro-Oeste, é comum ver pessoas conduzirem motocicletas de bermuda e chinelo. Porém, algo que nem todo mundo sabe é que essa atitude pode resultar em multa e até mesmo acidentes graves. (Veja no vídeo ao lado.)

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, é proibido pilotar motos usando chinelo, sandálias que não ficam presas aos calcanhares e salto alto. Um agente de trânsito que constatar a irregularidade pode aplicar multa de R$ 85,13 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do condutor.

LEIA MAIS: Multas mais frequentes em motos (6 e 7 suspendem a CNH)

Queimaduras nas pernas em acidentes motociclísticos podem ser agravadas pelo uso de bermudas | Foto: Reprodução

Queimaduras nas pernas em acidentes motociclísticos podem ser agravadas pelo uso de bermudas | Foto: Reprodução

Acidentes 

De acordo com especialistas em trânsito, a recomendação de vestimentas adequadas para pilotos de motocicletas objetiva aumentar o controle dos veículos. Além disso, calças mais grossas, roupas que cobrem todo o corpo, sapatos fechados e até mesmo luvas podem atenuar (e muito) a gravidade de um acidente.

Durante quedas, o motociclista desprotegido pode acabar machucado seriamente. “Ralados” no asfalto são ferimentos abrasivos, queimaduras que podem chegar até o terceiro grau. Isso porque a temperatura da pele em contato com o asfalto pode chegar a níveis altíssimos, além da infecção gerada pela sujeira da superfície. Essas lesões podem ainda ser acompanhadas de fratura e arrancamento de músculos, nervos e vasos.

Por isso, todo cuidado é pouco. E não se esqueça do capacete!

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter