Ortodontista fala dos riscos da apneia do sono e dá o tratamento

“Quando se respira pela boca, o ar que entra não é absorvido pelo organismo para oxigenar o cérebro, o que pode ocasionar paradas respiratórias e até ataques cardíacos”

“Quando se respira pela boca, o ar que entra não é absorvido pelo organismo para oxigenar o cérebro, o que pode ocasionar paradas respiratórias e até ataques cardíacos”

Você sabe o que é apneia do sono? É um distúrbio do sono potencialmente grave em que a respiração para e começa repetidamente e muitas vezes, quem tem o problema nem sabe. Conforme dados do Ministério da Saúde, cerca de 50% da população brasileira se queixa de qualidade de sono ruim e 33% sofre de apneia do sono.

Preocupado com esta situação, o ortodontista Roberto Ramos da Costa, que atua há 39 anos na especialidade, trouxe para Goiânia o Aparelho de Silicone para Apneia do Sono e Ronco. Apesar de o aparelho existir há cerca de 20 anos na Austrália, Roberto o trouxe ao mercado goiano há aproximadamente cinco anos. Ele está entre os pioneiros da capital a introduzir esta ferramenta.

O ortodontista explica que a apneia do sono acontece pela respiração errada durante o sono. Conforme ele, o correto é respirar pelo nariz e o aparelho corrige isso. “Quando se respira pela boca, o ar que entra não é absorvido pelo organismo para oxigenar o cérebro, o que pode ocasionar paradas respiratórias e até ataques cardíacos”, alerta.

Outro problema observado nas pessoas com este problema é a dificuldade em se ter uma boa noite de sono. O indivíduo acorda várias vezes durante a noite e por fim, não dorme direito. Além do cansaço, quem tem apneia do sono fica mais distraída durante o dia e não consegue realizar bem as funções do dia-a-dia.

Roberto mostra o Aparelho de Silicone para Apneia do Sono, que trouxe direto da Austrália

Roberto mostra o Aparelho de Silicone para Apneia do Sono, que trouxe direto da Austrália

Segundo Roberto, o uso do Aparelho de Silicone para Apneia do Sono por um ano pode mudar o hábito de respiração noturna do indivíduo. “É preciso usar o aparelho todas as noites e fazer uma consulta mensal para ver o resultado”. Segundo ele, com o tratamento até mesmo o problema de ronco é corrigido. “Por isso trabalho com a filosofia de inverter a respiração bucal para nasal”.

Para diferenciar apneia do sono e ronco

A apneia do sono é um problema mais grave. Roberto esclarece que a pessoa sofre com isso acorda muitas vezes a noite e com a boca seca. Mas não só isso. O indivíduo baba no travesseiro, tem sonolência durante o dia e, como dito, amanhece cansado e distraído.

O ortodontista afirma que a algumas mudanças de hábito podem ser realizadas a fim de melhor o caso: “Se for obeso, poderia emagrecer; alimentar pouco a noite, perto dormir; evitar dormir de barriga para cima”, garante.

Contato com o Ortodontista Roberto Ramos da Costa: (62) 3251-4020 / 3086-8400 / 3274-3620