PM à paisana prende suspeito de pelo menos 7 estupros em Goiânia

Após os abusos, vítimas ainda eram obrigadas a informar o local onde moravam para que o homem as deixasse em casa com a advertência de que iria monitorá-las e matá-las caso o denunciassem

O policial monitorava o suspeito após denúncia de vítimas dos estupros | Foto: Reprodução/Polícia Militar

O policial monitorava o suspeito após denúncia de vítimas dos estupros | Foto: Reprodução/Polícia Militar

Um homem de 32 anos foi preso na manhã desta quarta-feira, 14, em Trindade, Região Metropolitana de Goiânia, suspeito de cometer pelo menos sete estupros.

A detenção ocorreu depois que o primeiro-tenente da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), Paiva, estava saindo do serviço e se deparou com o suposto estuprador próximo à casa de uma das vítimas.

Segundo Paiva, Jacó Silva do Nascimento ameaçava as vítimas com um simulacro e levava-as em uma moto a uma casa abandonada no setor Fonte das Águas, em Goiânia.

Após serem abusadas, as mulheres ainda eram obrigadas a informar o local onde moravam e o homem, na sequência, as deixava em casa com a advertência de que iria monitorá-las e matá-las, caso elas o denunciassem.

LEIA MAIS: Seu nome está negativado? Consulte gratuitamente e faça a renegociação

O policial investigava Jacó desde um estupro cometido há cerca de 40 dias na região onde ele trabalha.

Paiva refez o percurso que o homem teria feito com as vítimas e conseguiu imagens de segurança e, através delas, identificou o número da placa e criou um retrato falado do suspeito.

O suspeito usava uma moto para levar as vítimas a uma casa abandonada e lá estuprava-as| Foto: Reprodução/Polícia Militar

O suspeito usava uma moto para levar as vítimas a uma casa abandonada e lá estuprava-as| Foto: Reprodução/Polícia Militar

Para tentar localizar o suspeito, o policial monitorou a residência das vítimas e também a casa abandonada onde as mulheres eram violentadas.

Na saída do serviço, sem farda, para evitar levantar suspeitas, Paiva ainda passava nesses locais e reconheceu o suspeito. “Eu estava indo pra casa e ele passou por mim, mas eu já estava com ele na cabeça, então eu o abordei”, explica.

Nascimento foi amarrado com uma corda até a equipe da Polícia Militar chegar ao local. O detido confessou o crime aos policiais e foi encaminhado para a Delegacia Especializada e Atendimento à Mulher (Deam) de Trindade.

Segundo a Polícia Civil, até o momento, cinco vítimas já foram à delegacia e reconheceram o homem como o autor do estupro.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter