Repórter é demitido da Globo após 13 anos: “Não querem meu trabalho”

"Eles não querem mais o meu trabalho", disse o jornalista

Repórter da Globo não esclareceu o motivo da demissão da empresa| Foto: Divulgação

Repórter da Globo não esclareceu o motivo da demissão do funcionário | Foto: Divulgação

O repórter esportivo Bruno Laurence foi demitido da Rede Globo nesta segunda-feira, 21, após trabalhar durante 13 anos na empresa.

Bruno trabalhava para o canal desde 2003, revezando com o SporTV até 2005. A partir daí, passou a se dedicar apenas ao canal carioca.

“Fui desligado da empresa, fui demitido, foi uma opção deles. Eles não querem mais o meu trabalho, só isso”, afirmou o jornalista durante entrevista.

Laurence ainda acrescenta que não tem nenhuma mágoa da emissora e que vai seguir com seus planos profissionais no futuro. “Não tenho nada a reclamar ou a falar mal de absolutamente ninguém dali. Foi uma opção deles. A direção deve ter outros planos, não estava satisfeita com meu trabalho, imagino, e resolveram tomar a decisão. Não tem problema algum, é absolutamente do jogo”, disse. A causa da demissão não foi esclarecida.

LEIA MAIS: Praticamente fechado, Kleina quer planejamento para 2017

Nascido no Rio de Janeiro, Bruno se mudou para São Paulo em 1998, ainda durante os estudos universitários. Como estagiário, trabalhou na assessoria de imprensa de uma equipe de basquete e na TV Bandeirantes. Ele é filho do também jornalista Michel Laurence, falecido em 2014.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter