Servidor denuncia ter sido agredido pelo secretário de Saúde de Senador Canedo

EXCLUSIVO: "Ele veio para cima de mim, para me enforcar, e eu dei um empurrão para me defender", afirmou Fernandinho ao Folha Z. O secretário nega as acusações

Por Marco Faleiro

Secretário de Saúde de Senador Canedo Júlio Pina | Foto: Reprodução / Facebook

Secretário de Saúde de Senador Canedo Júlio Pina | Foto: Reprodução / Facebook

Um servidor da Prefeitura de Senador Canedo acusa o secretário municipal de Saúde Júlio Pina de tê-lo agredido fisicamente na última quinta-feira, 18.

O secretário nega.

Assessor do prefeito Divino Lemes (PSD), Fernando Rege, mais conhecido como Fernandinho, afirmou com exclusividade ao Folha Z que a discussão foi motivada por um desentendimento político.

Fernandinho disse ter feito comentários críticos ao secretário no grupo “Canedo para os Canedenses”, no WhatsApp.

Após visualizar as mensagens, Pina teria ido até o gabinete do prefeito “tirar satisfação” sobre o assunto.

O servidor defendia a opinião de que a Secretaria de Saúde de Senador Canedo deveria ser ocupada por um técnico com experiência no assunto, e não por um político.

LEIA MAIS: Fim da farra do chequinho e exames fantasmas: Mrué contra a correnteza (OPINIÃO)

“Sugeri o nome do ex-prefeito Túlio Sérvio, que já foi secretário de Saúde. Como servidor, tenho que expressar minha opinião”, disse Fernandinho.

Segundo ele, a declaração irritou o secretário, que primeiro teria proferido palavras agressivas e depois partido para cima dele.

“Ele veio para cima de mim, para me enforcar, e eu dei um empurrão para me defender”, afirmou Fernandinho ao Folha Z.

De acordo com ele, as agressões teriam ocorrido por duas vezes, dentro e fora do gabinete, e teriam sido apartadas pelo presidente da Câmara de Senador Canedo, o vereador Rodrigo Rosa (PRTB).

“Ele ainda me ameaçou. Disse que, se eu continuar comentando sobre a Saúde, ele ia me procurar ou mandar alguém conversar comigo”, declarou o servidor.

Fernando disse que não procurou a polícia para tratar do assunto e não pretende prestar queixa.

LEIA MAIS: À luz do dia, mulher de 56 anos é estuprada em praça de Senador Canedo

Outro lado

Procurado pelo Folha Z, o secretário de Saúde Júlio Pina afirmou que não agrediu Fernando Rege. “Foi só uma discussão, um bate-boca, coisa de política”, minimizou o secretário.

Pina confirmou que a discussão de fato ocorreu, motivada por diferenças ideológicas, mas que nunca chegou perto das “vias de fato”.

O secretário ainda ressaltou que não é pré-candidato às eleições deste ano e que só tratará do assunto depois de abril, por estar “focado na gestão”.

Presidente da Câmara de Senador Canedo Rodrigo Rosa (PRTB) | Foto: Câmara

Presidente da Câmara de Senador Canedo Rodrigo Rosa (PRTB) | Foto: Câmara Municipal

Rodrigo Rosa

À reportagem do Folha Z, o presidente da Câmara de Vereadores de Senador Canedo também negou que tenha havido qualquer agressão por parte do secretário na quinta-feira.

“É mentira. Esse rapaz tem um monte de problema na cidade. Não é primeira vez que ele faz calúnia e difamação”, disse o vereador.

Segundo Rosa, Fernando criticou e discutiu com o secretário porque tem “outro pré-candidato a deputado estadual” e quer prejudicar a candidatura de Pina.

“Ele inventou esse assunto para aparecer na mídia”, finalizou o presidente.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter