Sexo anal: tire suas dúvidas sobre o assunto

Você sabia que o canal anal masculino exige mais esforço para se adaptar à prática do sexo anal? Saiba mais

Hemorroidas e sexo anal? Especialista esclarece (Foto: Reprodução)

Hemorroidas e sexo anal? Especialista esclarece (Foto: Reprodução)

O sexo anal é um dos temas mais “cabeludos” para casais. O tabu e as muitas perguntas sem resposta são o maior empecilho no momento de ir para a prática. Mas, para não deixar ninguém na dúvida, o proctologista Dr. Afonso Moniz de Aragão vai esclarecer algumas questões. E ele já inicia tranquilizando os receosos: “Sexo anal não é um erro, mas é necessário respeitar as características do local”.

1 Exige preparação?

Sim. Segundo o proctologista, é possível realizar uma lavagem intestinal para evitar qualquer desconforto ou mesmo produtos como laxantes que funcionam com a aplicação local. Mas é sempre bom lembrar que é sempre recomendável procurar aconselhamento médico antes de fazer qualquer procedimetno que possa interferir na sua saúde. “Outra alternativa é a ducha higiênica, com um ajuste na pressão da água. Quando o líquido entra, automaticamente o intestino reage e sente a necessidade de evacuar”, explica.

LEIA MAIS: Simone e Simaria ganham “chuva” de cuecas no palco durante show

2 E se der vontade de evacuar na hora H?

A não ser que o reto esteja preenchido com excesso de bolo fecal, será apenas um falso desejo, que geralmente é o caso. “O intestino não tem inteligência. Se a musculatura se contrai, ele entende que é para expelir algo, bem como acontece com o movimento na hora de evacuar”, diz o médico.

3 O canal feminino é diferente do masculino?

Sim. Afonso esclarece que o canal anal masculino exige mais esforço para se adaptar à prática do sexo anal. “O canal masculino é mais longo e a musculatura é mais rígida. É mais difícil ainda”, afirma.

4 Há risco de gravidez?

Não. No sexo anal há penetração do canal anal e do reto, que são ligadas com o intestino grosso. Para que haja gravidez, é necessário acesso ao canal vaginal, diretamente ligado aos órgãos reprodutores femininos, como útero, trompas de falópio e ovários.

5 Então pode ser sem camisinha?

Não. Além da prevenção de gravidez e de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), o proctologista destaca que existe uma razão pouco lembrada para o uso de preservativo durante o sexo anal. “As bactérias que existem no intestino e não causam doença naquele órgão, podem causar infecção urinária ao entrarem em contato com a uretra”, explica.

6 Sexo anal causa hemorroida?

Não. “É o oposto”, explica o especialista. “Inclusive, a dilatação desse tecido elástico do canal anal é terapêutica. Com a devida prescrição, um método de introdução funciona como tratamento contra a hemorroida”, diz o Dr. Afonso. Ele conta que corrige-se a hemorroida recolocando as veias no interior do canal anal. Assim, o movimento de introdução do pênis pode até ajudar. Mas é importante lembrar que qualquer tratamento só deve ser feito com acompanhamento médico.