Sobrinha de Sarney foi estuprada e morta asfixiada pelo cunhado

“A vítima foi surpreendida enquanto dormia. Ele podia ter ido embora quando ela estava apenas desmaiada, mas ele a sufocou usando um travesseiro, decidindo finalizar a vida dela”, disse o secretário de Segurança

Sobrinha-neta do ex-presidente Sarney foi encontrada morta asfixiada dentro do próprio apartamento| Foto: Divulgação/Facebook

Sobrinha-neta do ex-presidente Sarney foi encontrada morta asfixiada dentro do próprio apartamento| Foto: Divulgação/Facebook

A Polícia Civil do Maranhão concluiu que o empresário Lucas Porto, de 37 anos, estuprou e matou por asfixia a cunhada, a publicitária Mariana Costa, de 33 anos, que é filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente e ex-senador José Sarney.

Os resultados foram apresentados na manhã desta quarta-feira, 23, na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA), em São Luís. O assassino confesso vai responder por três crimes: estupro, homicídio e feminicídio.

Segundo  o secretário de Segurança Pública, Jeferson Portela, o crime foi extremamente violento. “Foi um crime cometido com extrema violência e crueldade contra uma mulher sem chances de defesa. A vítima foi surpreendida enquanto dormia. Ele podia ter ido embora quando ela estava apenas desmaiada, mas ele a sufocou usando um travesseiro, decidindo finalizar a vida dela”, disse.

A perícia concluiu que Porto esganou, depois estuprou e por fim asfixiou Mariana. Houve luta corporal. O perito Miguel Alves disse que as marcas pelo corpo de Mariana revelaram o sofrimento no momento da morte.

A mulher esbanjava simpatia por todos os lugares que passava| Foto: Reprodução/Facebook

A mulher esbanjava simpatia por todos os lugares que passava| Foto: Reprodução/Facebook

“A vítima se debateu muito tentando se desvencilhar do criminoso. Isso é o que demonstram as diversas escoriações encontradas no corpo da vítima, nas pernas, nos braços e até na cabeça. Lesões que demonstram tentativa de defesa e que ela se debateu por conta do sofrimento”, disse o perito.

Estupro

Em relação ao estupro, a perícia trabalha agora para saber se o sêmen encontrado no local do crime é realmente de Lucas Porto. “Nós temos a presença de sêmen, e a questão do estupro já está caracterizada pelo ato libidinoso mediante a violência. Estamos apenas aprofundando a investigação. Ela teve relação sexual recente e vamos agora individualizar para dizer de forma categórica de quem é o perfil genético encontrado no quarto”, declarou o perito.

LEIA MAIS: Prisão de Neymar é decretada pelo Ministério Público da Espanha

A defesa destaca que ainda não teve acesso ao laudo divulgado pela Polícia e que aguarda o envio do inquérito pela Justiça. “Eu não tive acesso ao laudo divulgado, mas a defesa deixa claro que vai conseguir demonstrar o que realmente aconteceu naquele dia. O inquérito vai ser enviado à Justiça e, lá, vamos conseguir desenvolver nossas teses de defesa”, disse o advogado Jonilton Lemos.

Lucas Porto foi preso no mesmo dia em que matou a cunhada| Foto: Montagem/G1

Lucas Porto foi preso no mesmo dia em que matou a cunhada| Foto: Montagem/G1

Motivação

O empresário Lucas Porto, de 37 anos, confessou que matou a sobrinha-neta de Sarney, a publicitária Mariana Costa, 33 anos. Porto era cunhado da vítima.

A motivação seria uma atração que ele tinha por Mariana. As informações foram divulgadas pelo secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, em entrevista coletiva no dia 16 de novembro.

“Ele disse que tinha uma atração muito forte pela Mariana. Disse que foi ao quarto e a encontrou sem roupa. Lá, resolveu consumar seu desejo sexual”, disse o secretário.

Caso

Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto foi encontrada morta na noite de domingo, 13, em seu apartamento, no nono andar de um condomínio, na Avenida São Luís Rei de França, no Turu, em São Luís.

Após ter sido encontrada no quarto, Mariana chegou a ser socorrida e levada para um hospital particular, na mesma noite que foi encontrada morta, mas não resistiu e teve morte confirmada na casa de saúde. O corpo foi liberado por volta das 4h de segunda-feira.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagrame Twitter