Terremoto em cidades brasileiras assusta moradores nesta terça-feira

Prédios do Tribunal de Contas do Estado e da Secretaria de Estado da Fazenda tiveram que ser evacuados

Efeitos do terremoto de magnitude 4.7 na escala Richter foram sentidos em diversos municípios do Maranhão e do Piauí | Foto: Reprodução

Efeitos do terremoto de magnitude 4.7 na escala Richter foram sentidos em diversos municípios do Maranhão e do Piauí | Foto: Reprodução

Tremor de magnitude 4.7 na escala Richter foi registrado por volta das 9h45 desta terça-feira, 3, próximo à cidade de Vargem Grande, no Maranhão, segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (OBSIS). De acordo com o órgão, os efeitos do terremoto foram sentidos em diversos municípios do Maranhão e do Piauí, incluindo as capitais São Luiz e Teresina, locais onde esse tipo de evento é incomum.

O abalo durou cerca de 15 segundos. Prédios da capital maranhense foram evacuados, entre eles o Tribunal de Contas do Estado e a Secretaria de Estado da Fazenda. Não há registro de feridos.

O Observatório de Sismologia da Usp também identificou o tremor, mas registrou magnitude de 4.6 com epicentro no município de Belágua, no Maranhão. Para a informação precisa do local do epicentro, a Rede Sismográfica Brasileira informa que é preciso fazer a triangulação de sismógrafos em diferentes localizações.

O sismólogo Juraci Carvalho, do OBSIS, esclareceu que é comum que tremores dessa magnitude sejam sentidos em um raio de até 300 km. Ele explicou a razão do tremor sentido hoje nesta região, em que não ocorrem muitos abalos – os tremores são mais comuns na parte leste da região Nordeste.

LEIA MAIS: Dono de posto é preso por roubar 45 mil litros de combustíveis na capital

“Esse tremor é decorrência da ruptura de uma falha geológica. Os grandes terremotos acontecem nas bordas das placas tectônicas, quando estas se movem gerando tensão, mas dentro da placa também há tensões distribuídas em pontos fracos. Onde se tem falhas ativas, quando se excede forças, a falha se rompe, provocando temores como o que foi sentido hoje”, disse.

Piauí

Já no Piauí, o governador Wellington Dias reuniu-se pela manhã com o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Secretaria de Meio Ambiente (Semar) e demais órgãos competentes para levantar informações e elaborar um plano de atuação. O Corpo de Bombeiros evacuou prédios públicos como medida de precaução.

A Defesa Civil do estado está orientando proprietários de prédios particulares para que requisitem uma vistoria de técnicos da Defesa Civil para garantir que as estruturas não foram abaladas. (Com informações da Agência Brasil.)

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter