Uma forma barata de conhecer o Rio de Janeiro

0
9

Albergues são opção para quem quer viajar e gastar pouco com hospedagem. Muitos turistas veem nos albergues uma alternativa para economizar e estar em um lugar descontraído, com gente descolada de todos os cantos do Brasil e até do mundo

forma-barata-de-conhecer-rio-de-janeiro
Foto: divulgação

Férias – Passar alguns dias no Rio de Janeiro sai caro, principalmente se for na zona Sul da cidade onde estão localizados bairros  como Copacabana, Ipanema e Leblon. Uma ótima alternativa é ficar hospedado em albergues onde você encontra preços a partir de R$ 50 por dia.

No albergue Brothers Hostel, junto à Rua Farani, em Botafogo, jovens de diferentes regiões do Brasil ocupam a sala de convívio. Uns jogam conversa fora. Outros acessam à internet, os restantes consultam o guia turístico do Rio de Janeiro. São goianos, mineiros, gaúchos, nordestinos, estrangeiros. Não se conhecem, mas partilham o espaço como se fossem da mesma família e estivessem na própria casa.

Compartilham a sala, a cozinha, os banheiros, os quartos e, às vezes, até a comida. Não pense que é uma bagunça. O Brothers Hostel é muito organizado e já dos mais conceituados. Acomodação barata, correta em higiene e conforto, mas de estrutura sem luxos é o que caracteriza esse tipo de hospedagem.

Regras
Hospedar no Brothers ou em qualquer outro albergue do Rio há regras e elas devem ser cumpridas para garantir a política da boa convivência. Henrique Joriam, sócio-proprietário do Brothers Hostel, explica que as normas são fáceis de seguir. “Nada de drogas! Não pode andar nu pelas áreas comuns, dormir duas pessoas juntas na mesma cama em quartos coletivos. Hospedar em um albergue é jamais ficar sozinho. Tem gente que tem dinheiro, mas prefere os albergues para conhecer pessoas, o objetivo é a interação”, explica.

Henrique Joriam: sócio-proprietário do Brothers Hostel | Foto: divulgação
Henrique Joriam: sócio-proprietário do Brothers Hostel | Foto: divulgação

Questionado se é permitido paquera nas dependências do albergue Brothers Joriam garantiu: “Paquera! Hum… É o que mais tem. Tivemos pessoas que se conheceram no Brothers e tempos depois se casaram”.

De acordo com Joriam, no Rio de Janeiro há albergues mais liberais, voltado pra farra. Ele faz questão de deixar claro que seu albergue não tem essa cultura e é direcionado para um ambiente familiar com muito respeito.

Espírito jovem

O Brothers Hostel hospeda pessoas de várias idades. A única ressalva é que o hóspede tenha espírito jovem para aguentar o entra e sai do quarto coletivo. No Brothers o banheiro dos homens é separado do das mulheres. Há quarto feminino, misto e masculino. Passeios são organizados por uma empresa terceirizada. Muitas vezes o Brothers oferece caipirinha grátis para os hóspedes. No Réveillon, antes de todos irem à praia de Copacabana assistir aos fogos, é servido um delicioso jantar.  

O Brothers é um albergue temático. Há dezenas de bandeiras espalhadas pelo teto. A decoração tem suvenires de várias partes do mundo, oferecendo estádia cômoda e agradável num ambiente familiar, onde se pode ouvir uma música, ler um livro, ou simplesmente cozinhar. Henrique Joriam explica que “o hóspede pode usar a cozinha, fazer uma comida comunitária. Guardar na geladeira os mantimentos com o nome que ninguém irá tocar”.

Joriam esclarece que pode haver furtos se o hóspede deixar as coisas jogadas. Ele orienta que os pertences estejam sempre guardados. “Há armários – cabe mochila ou mala grande – individuais dentro dos quartos. Todos eles podem ser trancados com chave”, afirma Joriam.

Localização

De acordo Henrique Joriam, o Brothers tem a melhor localização dos albergues no Rio de Janeiro. Dez minutos de ônibus do Trem do Corcovado para ir ao Cristo Redentor. Três minutos caminhando para chegar a uma das vistas mais lindas do Rio, a praia de Botafogo. Pão de Açúcar apenas 20 minutos caminhando. Copacabana ou o Centro da cidade 10 minutos de metrô. Lapa de taxi a noite R$18,00. Tem lugar melhor?

Para se hospedar em um albergue como o Brothers Hostel é necessário apenas bom humor e estar pronto para se divertir e conhecer novas pessoas.

Praia de Copacabana; Rio 40 graus
Praia de Copacabana; Rio 40 graus

 

 

Acompanhe o Folha Z no FacebookInstagram e Twitter