O mágico palhaço

José Sandoval Marques; mágico Mr. Sam

Ele trabalha levando o riso e a alegria para as pessoas e anda sempre acompanhando de seu baú, onde carrega os objetos para seus shows. Dentro da caixa misteriosa guarda seus utensílios de trabalho como sombrinhas, lenços, caixinhas, argolas, bolinhas, baralhos, moedas, uma cartola e até um coelhinho e uma pombinha branca, artistas que como ele atraem os olhares curiosos e impressionados da plateia.

José Sandoval Marques, de 39 anos, é mais conhecido como mágico Mr. Sam. “Vivo de fazer mágica, essa é a minha vida”, diz. A mágica feita por Mr. Sam sempre vem acompanhada de muito bom humor. “Meu trabalho tem um lado cômico. Gosto de contar piada e de ver o público sorrindo”, completa.

O mágico que é natural de Araçaí, Minas Gerais, mora hoje no Jardim América, em Goiânia, cidade que ele adotou como sua de coração. “Sou um pouco goiano. Adoro essa cidade”, fala. Quando tinha 18 anos, José Sandoval viu um homem fazendo mágica na rua e resolveu comprar alguns aparelhos mágicos para experimentar. “Me apaixonei e hoje não consigo largar a mágica”, conta.

Antes de vir para Goiânia, o mágico começou a fazer shows em São Paulo e se aperfeiçoou na cidade. Depois veio para a capital goiana com seu pai e gostou do sossego da cidade. Mr. Sam costuma fazer shows em escolas, empresas, festas infantis e circos. “Gosto muito de me apresentar em cidades do interior também, as pessoas amam e ficam impressionadas”, ressalta.

Ele aprendeu a fazer mágica sozinho. “Comprei e ainda compro livros, DVDs sobre mágica. Aprendi muitas coisas com outros mágicos. Costumo inventar alguns truques também”, destaca.

Para Mr. Sam a mágica não é nada mais do que truques bem feitos e o segredo desses truques não podem ser revelados de forma alguma, senão perde a graça. “Tem gente que acha que mágica é coisa de outro mundo, pensam até que é macumba. Mas são apenas truques e o segredo é o que faz a mágica ser interessante, por isso não gostamos de contar”, explica.

Show

A alegria da criançada da escolinha Pequeno Brilhante, no Jardim América, era boa de se ver. Objetos apareciam de locais inimagináveis deixando os pequenos com a pulga atrás da orelha. “Adoro fazer shows para crianças, elas se divertem muito”, conta Mr. Sam, o mágico da piada.

Em seus shows infantis, o mágico sempre convida as crianças a participarem dos números, o que as deixa muito empolgadas. “Elas adoram. Quando o número tem animais elas ficam maravilhadas!”. As mágicas em que Mr. Sam faz aparecer misteriosamente pombos, bolinhas e sombrinhas são as suas preferidas porque fazem o público ficar de boca aberta.

Mr. Sam também é especialista em shows para adultos, que ele chama de grandes ilusões. O truque das mulheres que desaparecem dentro de caixas que são perfuradas por espadas é o mais pedido.

Improviso

Quando a mágica dá errado, José Sandoval diz que o jeito é improvisar. “Sempre improviso. Algumas vezes o público nem percebe, em outras faço uma graça e a plateia cai na gargalhada”, conta. Esta é a vantagem dos seus shows serem cômicos, segundo o mágico. “Sempre dou um jeito de surpreender meu público que também me surpreende quando fica impressionado com uma mágica que eu não esperava que fosse fazer sucesso”, acentua.

Quando não está fazendo shows, Mr. Sam está treinando. O mágico possui mais de 500 números de mágicas e um quarto em sua casa cheio de aparelhos e instrumentos que ele usa para levar a magia e a alegria para seu público.

Por gostar tanto de instigar o sorriso das pessoas, José Sandoval também costuma fazer palhaçada. Ele também interpreta em eventos o palhaço Sorriso. “O povo me chama de palhaço e eu nem acho ruim”, brinca.

Camila Bluemenschein