“Fora Fabiano”. Servidores da extinta CGU protestam contra ministro [VÍDEO]

0
3
fabiano silveira
O ministro Fabiano Silveira foi impedido de entrar no Ministério da Transparência por protestantes | Foto: Divulgação

Servidores da extinta Controladoria-Geral da União (CGU) fizeram um protesto nesta segunda-feira (30) para pedir a exoneração do ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira. Durante o ato, os protestantes lavaram as escadas do prédio que abriga o órgão.

A CGU foi extinta pelo presidente em exercício Michel Temer e suas funções foram atribuídas ao Ministério da Transparência. No último domingo (29), o programa Fantástico, da Rede Globo, revelou gravações em que o ministro critica a maneira que a Operação Lava Jato é conduzida pela Procuradoria Geral da República (PGR) e aconselha investigados em uma conversa com Renan Calheiros, presidente do Senado.

O presidente do Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacon Sindical), Rudinei Marques, afirmou durante o protesto que a lavagem das escadas “trata-se de um ato simbólico, porque é inaceitável que alguém nessa posição cometa os desatinos que ele [ministro] cometeu”.

LEIA MAIS: Áudios mostram que MBL recebeu dinheiro de partidos para apoiar impeachment

Áudio ruim

Três meses antes de assumir o ministério, Fabiano Silveira esteve em uma reunião com Renan Calheiros, Bruno Mendes e Sérgio Machado, em que discutiram longamente a Operação Lava Jato. No encontro, de acordo com Silveira, se discutiu as ações que ele estava refletindo sobre a Operação.

No áudio, é possível entender que Fabiano Silveira orienta Renan e Sérgio Machado sobre como se portar em relação à PGR. A qualidade do áudio é ruim, há muitas pessoas na sala, porém é possível reconhecer as vozes do presidente do Senado, de Fabiano Silveira e Bruno Mendes.

Veja no vídeo abaixo o momento em que os servidores da extinta CGU impedem Fabiano Silveira de entrar na sede do Ministério da Transparência.