Acompanhe ao vivo Comissão do Impeachment: Jovair defende saída de governo ‘arrogante e autoritário’

Discursando em defesa do seu relatório favorável ao impeachment em reunião da Comissão Especial na manhã desta segunda (11), o deputado Jovair Arantes (PTB-GO) afirmou que já não é mais possível a continuidade de Dilma Rousseff (PT) no poder. Acompanhe a reunião da Comissão do Impeachment ao vivo no vídeo ao lado.

LEIA MAIS: Associação de professores da UFG diz que MPF emitiu ‘mandado de mordaça’ ao pedir silêncio sobre impeachment

“O fato de a Constituição ter entregue às Casas do Congresso essa decisão [impeachment] e não a um tribunal judicial reforça o componente político desse processo: não há mais clima para esse governo, não há base política de sustentação, não há mais credibilidade, ninguém mais acredita nesse governo. Como disse um líder da base, esse governo não sabe dialogar, é um governo arrogante e autoritário, que não aceita posição divergente”, disse Jovair.

Em plenário, Jovair reiterou a opinião de que existem “sérios indícios de cometimento de crime pela presidente da República” e “graves e sistemáticos atentados” cometidos por ela contra a Constituição na liberação de créditos suplementares sem autorização do Congresso e os empréstimos feitos por bancos federais para cobrir despesas do Tesouro Nacional, as famosas “pedaladas fiscais”.

Encerramento

“Não podemos minimizar esses atos, são vários os prejuízos dessa ‘contabilidade criativa’: desemprego, recessão, paralisação dos programas sociais, inflação, aumento de preços, perda do poder de compra, alta de juros, serviços públicos falidos, há crise na saúde, na segurança pública, entre outros. Ninguém mais confia nesse governo e não há infelizmente qualquer perspectiva de mudança.”

No encerramento, Jovair disse aos deputados que não tivessem medo: “A população vai pensar que não tivemos coragem de iniciar uma investigação dessa. Não tenham medo, quantas coisas que perdemos por medo?”. O petebista foi ovacionado ao fim da sua fala.