Veículos a gás não pagarão IPVA. Projeto foi aprovado pela Assembleia

0
15
Carros a gás são alternativas mais econômicas do que os movidos a combustíveis fósseis | Foto: Reprodução
Carros a gás são alternativas mais econômicas do que os movidos a combustíveis fósseis | Foto: Reprodução

Projeto que concede isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) a carros a Gás Natural Veicular (GNV) foi aprovado pelo plenário da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira, 21, último dia de sessão extraordinária de 2016.

O projeto de lei n° 4065/15, de autoria do deputado Lucas Calil (PSL), altera lei n° 11.651, de 26 de dezembro de 1991, que institui o Código Tributário do Estado de Goiás.

Segundo o deputado, o objetivo é “incentivar que os goianos façam a conversão de seus carros para uso do gás natural, o que pode gerar significativo impacto sobre o meio ambiente e a economia do Estado, já que os gastos relacionados aos combustíveis representam parte significativa do custo de vida e incidem sobre o preço de mercadorias e serviços”.

LEIA MAIS: Prefeitura atrasa salário de médicos e Cais têm falta de remédios básicos

Deputado estadual Lucas Calil (PSL), autor do projeto | Foto: Guilherme Coelho/Folha Z

Gás

De acordo com o projeto, estudos apontam que o gás natural é uma alternativa viável para a melhoria dos problemas ambientais associados a veículos automotores. A queima do gás natural é mais completa que a de outros combustíveis fósseis. Por isso, os veículos que utilizam o GNB emitem menos poluentes como óxidos nitrosos, dióxido de carbono (Co2) e principalmente monóxidos de carbono (Co) – gases responsáveis pelo efeito estufa.

Contudo, apesar das vantagens ambientais e do combustível apresentar, em média, um custo-benefício mais atrativo do que o da gasolina e do álcool, o preço do kit de instalação e as taxas relacionadas à vistoria anual de segurança e de emissões de gases fazem com que uso de GNV seja pouco significativo em Goiás. (Com informações da Alego.)

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter