Kajuru afirma que teve mandato de vereador cassado antes de assumir

0
20
Recordista de votos anunciou pelo Facebook que teria sido cassado | Foto: Reprodução
Recordista de votos anunciou pelo Facebook que teria sido cassado | Foto: Reprodução

O vereador eleito em Goiânia Jorge Kajuru (PRP) causou muita repercussão nas redes sociais após anunciar em postagem na sua página do Facebook que seu mandato como vereador havia sido cassado pela Justiça. “Vamos juntos reagir goianienses [sic] contra esse atentado”, conclamou aos seus seguidores.

Tudo, porém, não passou de um “mal entendido”. Foi o que esclareceu ao Folha Z o vice-presidente regional do PRP, Gercyley Batista. De acordo com ele, a Justiça notificou o partido a respeito de uma correção que deveria ser feita na prestação de contas da campanha de Kajuru, mas o encarregado de cumprir a função “se confundiu com a data”.

Imagem reproduzida da página do Facebook mostra declaração de Kajuru | Foto: Reprodução
Imagem reproduzida da página do Facebook mostra declaração de Kajuru | Foto: Reprodução

“O mandato não foi cassado. O prazo venceu, mas os advogados do partido já estão preparando a defesa e vão protocolar ainda hoje (17)”, afirmou o vice-presidente, que fez questão de ressaltar a tranquilidade da legenda em relação ao assunto.

LEIA MAIS: Armas de guerra são furtadas dentro de Batalhão da PM em Goiás

Marconi

No post, o apresentador ainda atribuiu a suposta cassação ao governador Marconi Perillo (PSDB). “O reizinho Marconi conseguiu me derrotar de novo. Tudo só porque eu critiquei abusivos salários do Judiciário goiano e pedi para todos da Justiça abrirem mão das regalias”, escreveu.

Procurada pelo Folha Z, a assessoria do governador afirmou que não comentaria esse assunto.

Conhecido pelas suas declarações “polêmicas”, Kajuru teria se precipitado ao fazer o comentário. Ele teve mais de 37 mil votos nas eleições municipais de 2016.

Atualização: horas depois da repercussão da notícia, a página em que foi postada a declaração foi retirada do ar.

Opinião

Editor do Folha Z, Guilherme Coelho questionou as declarações polêmicas de Jorge Kajuru. Para o jornalista, os fatos apresentados pelo vereador eleito não representam a realidade. “O suposto sequestro de Kajuru não foi esclarecido e a irregularidade na prestação de contas da sua campanha nada tem a ver com o governador Marconi Perillo. A falha na prestação foi do candidato e da sua assessoria, que se ateve ao prazo limite determinado pela Justiça Eleitoral”, afirmou Guilherme.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter