Major Araújo diz que recusou ser vice de Adriana Accorsi antes de aceitar Iris

Porém, de acordo com o coordenador de campanha da deputada, não houve contato algum entre Accorsi e Araújo. Segundo ele, essa aproximação nunca foi cogitada

Deputados estaduais Major Araújo (PRP) e Adriana Accorsi (PT)

Deputados estaduais Major Araújo (PRP) e Adriana Accorsi (PT)

Sempre polêmico em suas aparições públicas, o vice de Iris Rezende (PMDB) à Prefeitura de Goiânia e deputado estadual Major Araújo (PRP) afirmou que recusou ser vice de dois outros candidatos antes de formar a chapa peemedebista.

Em comício do candidato a vereador Ormando Pires (PMDB) no Setor Castelo Branco, Araújo disse que foi convidado pela também deputada estadual Adriana Accorsi (PT) para o lugar de vice-prefeito.

“A deputada Adriana Accorsi não dá. Todos vocês sabem por quê, não precisamos falar. Se Goiânia está do jeito que está hoje é por causa do prefeito dela. E ela diz que quer continuar esse trabalho”, criticou o Major.

Resposta

Porém, o coordenador de campanha da deputada, Valdi Camárcio, disse ao Folha Z não houve contato algum entre Accorsi e Araújo. Segundo ele, essa aproximação nunca foi cogitada, já que o partido do Major não esteve entre os possíveis aliados do PT durante o período de pré-campanha.

LEIA MAIS: Lucas Kitão foca no empreendedorismo jovem em busca de vaga na Câmara

Decisão

“E eu fui convidado por outro candidato. Mas só servia ser vice de um candidato. De Iris Rezende”, continuou o deputado durante o comício, que ainda lembrou que estava presente nas manifestações de apoiadores para que Iris não se aposentasse, como tinha anunciado meses atrás, antes de se decidir por mais uma candidatura.

Pedindo o voto dos presentes, Major Araújo chamou Iris de visionário, disse que ele governa para o futuro e que “ama as pessoas”. “Ninguém trata melhor o povo goianiense do que o Iris. Nós precisamos fazer a eleição de Iris Rezende já no primeiro turno”, finalizou o candidato.

Na mesma noite, Iris Rezende afirmou que pretende “consertar o transporte coletivo” de Goiânia em entrevista ao Folha Z.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter