6 mulheres que podem revolucionar a política de Aparecida de Goiânia em 2018

Conheça os principais nomes para eleições de 2018, segundo levantamento do Folha Z

Possíveis candidatas a deputada estadual: Delegada Cybelle; Mayara Mendanha; Lorena Ayres, Valéria Pettersen; Flora Morgana e Camila Rosa | Foto: Reprodução

Depois de apresentar os possíveis pré-candidatos a deputado estadual e federal por Aparecida de Goiânia, a indagação do Folha Z agora é em relação às mulheres aparecidenses com condições de serem candidatas e eleitas em 2018.

De acordo com levantamento da reportagem, alguns nomes despontam na corrida como postulantes a representantes de Aparecida de Goiânia. Conheça um pouco da carreira dessas mulheres que estão mudando o cenário político goiano, em especial o aparecidense.

Valéria Pettersen

Foi pré-candidata à Prefeitura de Aparecida em 2016. Hoje, comanda a Secretaria de Capitação de Recursos do município (pasta muito importante; responsável por capitanear recursos estaduais e federais). É um nome forte dentro do PMDB de Aparecida de Goiânia. Tem potencial para aglutinar e respaldo do ex-prefeito Maguito Vilela.

LEIA MAIS: Quem Aparecida de Goiânia pode eleger para deputado federal

 Mayara Mendanha

Primeira-dama de Aparecida, secretária de Assistência Social, conquistou identidade política e apoio social. Destaca-se na gestão do marido como secretária atuante. Para muitos analistas políticos, ela surpreendeu nesses seis primeiros meses. É, hoje, o principal nome feminino do PMDB na cidade.

Delegada Cybelle

Atualmente é responsável pelo comando da Delegacia da Mulher de Aparecida de Goiânia. Seu trabalho é destaque na mídia. Já esteve no Legislativo aparecidense. Tem o apoio do vice-governador e pré-candidato ao governo de Goiás José Eliton (PSDB).

LEIA MAIS: Crer, Hugol e HDS têm vagas abertas com salários de até R$ 6 mil. Inscreva-se

Lorena Ayres

Preside atualmente o Podemos Mulher estadual. É apadrinhada do Professor Alcides e do deputado federal e presidente estadual do Podemos, Alexandre Baldy. Os dois incentivam sua candidatura. Lorena é advogada, professora universitária e atuante na política classista da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e da Aciag (Associação Comercial Industrial de Aparecida de Goiânia). Ela é uma das responsáveis pelo desenvolvimento de projetos como “Empreende Mulher” e “Outubro Rosa”, que ajudam na informação e geração de renda para mulheres do município.

Camila Rosa

Ocupa uma das diretorias de saúde de Aparecida de Goiânia. Candidata a vereadora em 2016, teve mais de 1.700 votos. Ligada ao prefeito, Camila tem popularidade, faz excelente trabalho na diretoria que ocupa e representa os feirantes de Aparecida.

Flora Morgana

É liderança das autoescolas de Aparecida de Goiânia. Ocupou cargos de assessoria na Assembleia Legislativa e teve importante atuação nas campanhas do deputado Lincoln Tejota e Vilmar Rocha, ambos do PSD. Tem representatividade em Aparecida, sabe articular como poucos e tem livre acesso entre os membros da política local.

Representatividade

Com a lei que garante maior porcentagem de mulheres em cargos políticos, há grandes chances de um destes nomes ocuparem cadeiras na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás a partir do ano que vem.

Acompanhe o Folha Z no FacebookInstagram e Twitter