Recordar é viver

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Nome mais forte do PMDB goiano para disputar a prefeitura de Goiânia, Iris Rezende garantiu em carta publicada nesta quarta-feira (6/7) que não será candidato a prefeito / Foto: divulgação
Nome mais forte do PMDB goiano para disputar a prefeitura de Goiânia, Iris Rezende sempre foi movido a gestos, a manifestações / Foto: divulgação

[Análise feita no dia 6 de julho – data em que Iris Rezende anunciou sua aposentadoria política – só perderá a validade em 5 de agosto, prazo final para oficialização de candidaturas. Bastidores nunca estiveram tão agitados.]

O não e o sim podem ter o mesmo significado para Iris

Com 58 anos de vida pública, Iris Rezende Machado é sinônimo de enigma em Goiás. O não e o sim podem ter o mesmo significado. Duas frases do ex-prefeito nunca perderam a validade. A primeira: “Sou um animal político”. A segunda: “Só a morte pode me tirar da vida pública”.

O ponto final relatado por Iris Rezende em sua carta de despedida pode, sim, virar reticências. Ninguém se aposenta pra continuar recebendo apelos e súplicas. Era só divulgar a carta a milhares de quilômetros de distância, convicto da decisão tomada.

O senhor de todas as dúvidas

Iris sempre foi movido a gestos, a manifestações. A sua contrariedade momentânea pode terminar diante de uma romaria de pedidos e um bom cangote que lhe carregue entre a multidão. Movimentação que já começou no escritório da Avenida T-9. Ninguém vai estranhar se houver um recuo. Não será o primeiro. Enquanto isso todos falam e repercutem Iris Rezende Machado, o senhor de todas as dúvidas que jamais deixará de ser um animal político.

Vale ressaltar que não é a primeira vez que Iris Rezende assina uma carta anunciando o afastamento definitivo da vida pública. Em 2014, na disputa no PMDB com o empresário Júnior Friboi para candidatura ao governo do estado, Iris fez o mesmo.

LEIA MAIS: Iris quer ser candidato a prefeito. O peemedebista espera apenas a súplica dos Vilelas para oficializar candidatura