PMDB apresenta três nomes para Goiânia. Dona Iris afirma que o ex-prefeito foi desrespeitado

bruno-agenor

Bruno Peixoto e Agenor Mariano colocaram o nome à disposição do partido / Foto: divulgação

O PMDB decidiu que vai ter candidato a prefeito em Goiânia. É o que afirmou o deputado estadual e presidente da sigla na capital, Bruno Peixoto, ao Folha Z. Está previsto para a próxima segunda-feira, 11, oficialização de três nomes como pré-candidatos do partido.

Segundo Bruno, serão anunciados os nomes do vice-prefeito Agenor Mariano, do deputado estadual José Nelto, além de seu nome. A decisão foi tomada na manhã desse sábado, 9. Houve uma reunião na casa do deputado Bruno, no Setor Jaó, entre líderes do diretório municipal e estadual, e ficou decidido que o nome que unir o PMDB e estruturar a campanha será o candidato.

No início da semana, o partido vai se reunir com os representantes do Solidariedade, DEM, PDT e PRB. De acordo com Bruno, o PMDB quer ouvir as sugestões dos aliados. Peixoto não descartou a possibilidade do partido apoiar outra candidatura. “O importante é manter o diálogo com todos os partidos que estejam compromissados com uma gestão eficiente e, principalmente, diferente da atual administração municipal e estadual”.

Dona Iirs acusa a juventude do PMDB de ter provocado a crise política dentro do partido / Foto: PMDB Goiás

Dona Iris acusa a juventude do PMDB de ter provocado a crise política dentro do partido / Foto: PMDB Goiás

Dona Iris x juventude

A ex-deputada federal Dona Iris participou na última quinta-feira, 7, de reunião na Fundação Ulysses Guimarães, em Goiânia, com membros do partido. Na oportunidade, ela afirmou que Iris Rezende foi desrespeitado e acusou – sem citar nomes – a juventude do PMDB de ter provocado a crise política dentro do partido.

Conforme publicado pelo radialista Altair Tavares em seu blog, Dona Iris estaria se referindo ao deputado Bruno Peixoto e ao deputado federal Daniel Vilela. Segundo Altair, os nomes foram apurados nos bastidores da reunião.

“Toda essa juventude que está aí, deputados, foi o Iris que fez, que colocou na Prefeitura, (eles) cresceram, conseguiram se eleger e depois voltam as costas para ele (Iris) como se fosse um trapo? Alto lá. Respeito é bom, ele gosta, eu adoro e tem que ter. Ele não foi respeitado aqui e não foi respeitado dentro do próprio partido”, afirmou a deputada.

LEIA MAIS: Iris quer ser candidato a prefeito. Peemedebista espera apenas a súplica dos Vilelas para oficializar candidatura