Prefeito diz que pagará benefício a servidores após conter déficit da gestão passada

Iris lembrou que assumiu a prefeitura com dívidas imediatas de mais de R$ 600 milhões e déficit mensal de R$ 31 mi

Iris Rezende fala à reportagem Folha Z | Foto: Paulo José

Iris Rezende falou sobre a data-base dos servidores municipais | Foto: Paulo José

Na inauguração do novo shopping na Avenida Bernardo Sayão, no Setor Marechal Rondon, o prefeito de Goiânia Iris Rezende afirmou que a data-base dos servidores municipais será paga após recuperação financeira da administração.

Segundo ele, o direito ao benefício é inquestionável, mas também é fundamental que se atue com responsabilidade. “Nós estamos observando com muita responsabilidade a questão financeira que o Brasil está vivendo, e Goiânia não é diferente, de modo que a intenção é reequilibrar as finanças do município, para então conceder aos nossos trabalhadores aquilo que lhes é de direito”, enfatizou.

O prefeito lembrou que assumiu a prefeitura com dívidas imediatas de mais de R$ 600 milhões e um déficit mensal de caixa na ordem de R$ 31 milhões, além de uma folha de pagamento da saúde em atraso e que apesar disso manteve a máquina funcionando e os salários em dia.

LEIA MAIS: Vereador propõe cota para mulheres em cargos na Prefeitura e Câmara de Goiânia

“Com toda essa dificuldade, já vencemos sete meses de administração e não atrasamos o salário um dia sequer, de forma que nós precisamos esperar que a prefeitura tenha, realmente, condições de cumprir com as obrigações com nossos servidores, porque sem eles a máquina não funciona, e, obviamente, com o povo que está à espera de realizações na área da saúde, da educação e de obras essenciais em todas as áreas da administração municipal”, completou.

Déficit

O resultado fiscal do último ano da gestão anterior anotou um rombo de mais de R$ 600 milhões em dívidas imediatas. A conta Caixa, por exemplo, fechou com saldo negativo em mais de R$ 360 milhões, e chegaria a R$ 420 milhões negativos se fossem computados os restos a pagar não processados do exercício. Além disso, o déficit mensal da prefeitura, representado pela diferença do que se arrecada e o que se gasta mensalmente, era de R$ 31 milhões.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter