Conheça os possíveis secretários de Iris Rezende na Prefeitura de Goiânia

Sua primeira passagem no comando da capital foi em 1966 e, 50 anos depois, um único assunto já domina as conversas no Paço Municipal e na Câmara: os secretários do novo governo

Iris Rezende (PMDB) fala sobre estacionamento na capital (Foto: Valdemy Teixeira/Folha Z)

Iris Rezende (PMDB) disse que é cedo para definir secretários (Foto: Valdemy Teixeira/Folha Z)

Iris Rezende (PMDB) foi eleito pela quarta vez prefeito de Goiânia com 57,70% dos votos válidos. Sua primeira passagem no comando da capital foi em 1966 e, 50 anos depois, um único assunto já domina as conversas no Paço Municipal e na Câmara: os secretários do novo governo.

Estudo e avaliação

No primeiro dia após a eleição, 1º, Iris disse em entrevista coletiva que ainda não tem data para anunciar os nomes que integrarão o seu secretariado. “Será a última coisa que eu vou fazer, porque eu estudo muito, avalio demais para compor. Sempre foi um dos motivos do meu sucesso administrativo. Não negocio. Procuro prestigiar todas as forças políticas que atuam na campanha, mas escolhendo valores”, afirmou.

Mas as especulações nos bastidores das duas Casas mais importantes da política goianiense estão a pleno vapor e pessoas próximas à cúpula peemedebista já fazem as suas apostas. A primeira delas é de que Rezende deve enxugar o número de secretarias, que hoje, sob Paulo Garcia, somam 29.

LEIA MAIS: Ronaldo Caiado governador de Goiás?

Filemon Pereia, Rafael Vasconcelos e Gercyley Batista | Foto: Reprodução

Filemon Pereira, Rafael Vasconcelos e Gercyley Batista | Foto: Reprodução

Comunicação

Para a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom), cogita-se que o deputado estadual José Nelto (PMDB) queira emplacar um de seus assessores, Filemon Pereira, que também é responsável pelo blog Goiás Real e um ferrenho defensor de Iris nas redes sociais.

Outro cotado é o jovem jornalista Rafael Vasconcelos. Ele trabalhou na campanha de Iris Rezende e Major Araújo e tem o apoio de um grupo de vários jornalistas. Também disputando a vaga aparece Gercyley Batista, vice-presidente regional do PRP de Goiás e homem de cofiança do publicitário Jorcelino Braga, marqueteiro da campanha irista.

Dário Campos | Foto: Reprodução

Dário Campos | Foto: Reprodução

Finanças

Para a Secretaria Municipal de Finanças (Sefin), o ex-ocupante do cargo Dário Campos é o mais cotado, tanto pela sua reconhecida capacidade e conhecimento técnico, quanto pelo seu jogo de cintura e habilidade política. Além disso ele integra a comissão de transição da Prefeitura de Goiânia. Com menos chances, aparece o economista e ex-secretário da Fazenda Célio Campos.

Habitação

Dois nomes surgem como possibilidades para duas pastas: Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) ou Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg).

Ex-deputado estadual Livio Luciano (PMDB) e ex-presidente do diretório regional do PMDB, Samuel Belchior | Foto: Reprodução

Ex-deputado estadual Livio Luciano (PMDB) e ex-presidente do diretório regional do PMDB, Samuel Belchior | Foto: Reprodução

O ex-deputado estadual Livio Luciano (PMDB) é um dos cotados. Ele deve deixar o cargo de Secretário Geral do Governo e Articulação Institucional do Tocantins, que ocupa desde o início do ano para assumir um lugar no secretariado de Iris.  O outro nome é o do ex-presidente do diretório regional do PMDB, Samuel Belchior, que foi um dos grandes assessores da campanha irista.

Educação

Na Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), existe expectativa de que seja selado o retorno da ex-secretária e professora Márcia Carvalho. Mas o principal nome ventilado é o da ex-presidente do Conselho Municipal de Educação, professora Ampara Barros. Caso não vá para a secretaria, Ampara deve ocupar a superintendência executiva da pasta.

Possíveis secretários Márcia Carvalho, Paulo Daher, Agenor Mariano e Coronel Godinho | Foto: Reprodução

Possíveis secretários Márcia Carvalho, Paulo Daher, Agenor Mariano e Coronel Godinho | Foto: Reprodução

Sobre a Educação, o prefeito eleito fez promessa a professores durante a campanha de que um técnico seria colocado no cargo, alguém com experiência profissional na área, e não um aliado político.

Saúde

O vereador Paulo Daher (DEM) pode assumir a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Eleito para o seu primeiro mandato na Câmara Municipal, Daher é médico ginecologista e obstetra.

Administração

Para assumir a Secretaria Municipal de Administração (SMA), o vice-prefeito Agenor Mariano (PMDB) é o primeiro da lista. Agenor integrou a equipe de campanha de Iris e foi um dos protagonistas do rompimento entre o PMDB e o PT de Paulo Garcia em Goiânia, defendendo uma nova candidatura de Iris Rezende à prefeitura.

Gabinete militar

O tenente-coronel Marco Aurélio Godinho deve ser mantido no comando do Gabinete Militar da Prefeitura de Goiânia.

Ana Paula Rezende e Danilo Nunes | Foto: Reprodução

Ana Paula Rezende e Danilo Nunes | Foto: Reprodução

LEIA MAIS: Major Araújo chama Comandante da PM de criminoso e rasga nota oficial

Mulher

Ana Paula Rezende, a filha do meio de Iris Rezende, foi cotada para assumir a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) ou a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), pórem, pela lei, ela não pode assumir cargo na gestão do pai. O nome dela está descartado. Ana Paula, advogada, 47 anos, participa ativamente da administração do escritório político da família Rezende e é respeitada por muitos como um dos principais braços direitos do pai. Assessora o prefeito até mesmo em seus horários de refeição, visual e hidratação.

Cultura

Para a Secretaria Municipal de Cultura (Secult) aparece o nome do produtor cultural Danilo Nunes que produz um dos maiores festivais de teatro do Brasil em Goiânia. Ele tem apenas 32 anos, mas atua na área cultural há seis, é formando em sistemas de informação e especializado em marketing e inteligência de mercado. E na campanha atuou de forma decisiva como assessor do coordenador da campanha irista Samuel Belchior e de Ana Paula Rezende.

Igor Franco e demais membros do PTB decidiram no segundo turno apoiar Iris Rezende

Igor Franco, presidente do PTB a partir de 2017 | Foto: Paulo José

Trabalho

Já para a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec), o jovem Igor Franco (PTB). Ele é advogado, tem 30 anos e foi candidato a vereador, tem o respaldo do deputado federal Jovair Arantes (PTB) e, a partir de janeiro, assume a presidência do PTB municipal. Igor Franco declarou apoio a Iris Rezende no primeiro turno, apesar do seu partido ter indicado o coronel Pacheco para vice de Francisco Júnior (PSD).

LEIA MAIS: Igor Franco faz comício para 2000 pessoas e reforça apoio a Iris Rezende 

Paulo Ortega e Nailton Oliveira | Foto: Reprodução

Paulo Ortegal e Nailton Oliveira | Foto: Reprodução

Assessores

Sem função ou pasta definida, o ex-conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios Paulo Ortegal e o ex-prefeito de Bom Jardim de Goiás Nailton Oliveira são cotados, por enquanto, para entrarem na equipe como assessores especias do prefeito eleito.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter