Tayrone desafia Daniel Vilela para debate público

"Se topar, e o fizer com espírito público, tenho certeza que defenderá este Governo, como já fazem alguns próximos ao senhor"

Secretário de Governo Tayrone Di Martino (PSDB) e deputado federal Daniel Vilela (PMDB) | Foto: Reprodução

Secretário de Governo Tayrone Di Martino (PSDB) e deputado federal Daniel Vilela (PMDB) | Foto: Reprodução

Usando suas redes sociais, o secretário de Governo Tayrone Di Martino comentou no último sábado, 25, críticas do deputado federal Daniel Vilela (PMDB) sobre investimentos do Programa Goiás na Frente e desafiou o parlamentar para debate público sobre o tema.

Por meio do Twitter, Tayrone afirmou que “Daniel erra, mais uma vez, em sua tentativa de tirar proveito eleitoral das ações do governo Marconi Perillo”. “Sei do trabalho deste Governo para Goiás. Desafio a um debate público sobre os investimentos nos municípios. Se topar, e o fizer com espírito público, tenho certeza que defenderá este Governo, como já fazem alguns próximos ao senhor”, escreveu o secretário.

Tayrone provocou o adversário no twitter | Foto: Reprodução

Tayrone provocou o adversário no twitter | Foto: Reprodução

Tayrone comentou sobre os investimentos dos recursos da privatização da Celg Distribuição, da ordem de R$ 840 milhões, anunciados pelo Governo de Goiás. “Os números não mentem, Daniel Vilela: 21,8% dos municípios beneficiados são governados pela oposição, e receberão 36,4% das obras. É uma pena que o senhor torça contra Goiás, contra os prefeitos e contra a população”, provocou o ex-petista.

LEIA MAIS: Guarda compartilhada pode ser obtida até em caso de violência doméstica

Martino também afirmou que “nenhum governo estadual está conseguindo fazer o que se faz em Goiás”. O que, para ele, seria fruto de “muito trabalho, planejamento e responsabilidade, ao contrário do que fizeram e fazem os governos do PMDB”, disse.

Daniel

O Folha Z entrou em contato com a assessoria de comunicação do deputado Daniel Vilela, que afirmou que o parlamentar não comentaria as declarações do secretário.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter