Peixoto é cotado para ser um dos ministros do Governo Temer. Jornalista goiano pensa diferente

ministros do Governo Temer

Thiago Peixoto (PSD) pode ser um dos ministros do Governo Temer (Foto: Reprodução)

Fontes próximas ao vice-presidente e ao Palácio das Esmeraldas asseguram que o nome do deputado federal Thiago Peixoto (PSD) é cogitado para ser um ministros do Governo Temer, assumindo a pasta da Educação.

Peixoto reassumiu seu mandato na Câmara – no lugar do suplente Sandes Júnior (PP) – para votar pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT) e permaneceu no cargo.

Ainda que a possibilidade seja interessante para o goiano, fato é que seu partido tem como prioridade garantir alguma posição para o ex-ministro Gilberto Kassab, presidente nacional do partido e atualmente sem mandato.

LEIA MAIS: Obras que exalam constrangimento – Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Thiago Peixoto foi secretário da Educação, de Gestão e Planejamento em Goiás e tem ligações fortes com o governador Marconi Perillo, com o presidente regional do PSD, Vilmar Rocha, e com o nacional, Kassab.

Outros nomes

Os goianos Iris Rezende, Marconi Perillo, Ronaldo Caiado, Jovair Arantes e Sandro Mabel também são cotados para assumir ministérios no eventual Governo Temer. De concreto, apenas Henrique Meirelles já aceitou convite para o Ministério da Fazenda.

Opinião

O colunista Rodrigo Czepak analisou a possibilidade do deputado Thiago Peixoto receber uma pasta de Temer. Veja:

“Imobilizado no Governo Marconi pela ausência de recursos para tocar antigos e novos projetos, o ex-peemedebista sorri com a especulação, mesmo sabendo que a prioridade número um no PSD é agasalhar o ex-ministro Gilberto Kassab, presidente nacional do partido e atualmente sem mandato.

Resumindo: Thiago Peixoto é o exemplo recente da força que os goianos imaginam ter em Brasília. Um Estado com Produto Interno Bruto (PIB) inferior a 3% na economia do país e desunido politicamente. Hoje, qualquer indicação somente acontece por méritos individuais, como o caso de Henrique Meirelles. Caiado e Jovair estão mais próximos dessa realidade.”