#UmAnoDeGolpe? Há um ano, iniciava processo que derrubaria Dilma Rousseff

Você lembra onde estava no momento da histórica sessão da Câmara que deu início ao impeachment da presidente?

Hashtag #UmAnoDeGolpe relembra abertura do processo de impeachment há exatamente um ano | Foto: Reprodução

Hashtag #UmAnoDeGolpe relembra abertura do processo de impeachment há exatamente um ano | Foto: Reprodução

Um dos assuntos mais comentados do Twitter nesta segunda-feira, 17, é a hashtag #UmAnoDeGolpe, que relembra a abertura do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) pela Câmara dos Deputados.

Há exatamente um ano, em 17 de abril, o plenário da Câmara aprovou o processo com 367 votos favoráveis e 137 contrários. A sessão histórica ficou marcada pelas falas contagiadas dos parlamentares, que aproveitaram o minuto de evidência nacional para realizarem discursos antes dos seus votos.

Internautas também aproveitaram para relembrar que vários dos deputados que votaram naquela sessão agora aparecem na lista de investigados do ministro do STF Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte. Dos 36 parlamentares citados, 21 votaram a favor do impeachment, 13 contra e dois se abstiveram.

LEIA MAIS: Homem pula do 15º andar do Edíficio Parthenon Center, em Goiânia

Um destes deputados é o goiano Daniel Vilela (PMDB), suspeito de ter recebido da empreiteira Odebrecht dinheiro de Caixa Dois para campanhas eleitorais. O peemedebista afirma que todas as suas contas foram prestadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Depois da aprovação na Câmara, foi a vez do Senado se posicionar favorável à medida, com 55 votos a 22, afastando Dilma da presidência até que o processo fosse concluído em 31 de agosto de 2016.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter