Tatico irá fortalecer economia local, diz economista

Fachada do novo hipermercado

30 de outubro. Data prevista para inauguração do Hipermercado Tatico no Jardim América. O novo empreendimento irá se instalar no local que abrigou o antigo Supermercado Marcos da Avenida T-7.

Há quem acredite que o novo hipermercado possa não ser muito bom para seus negócios. É o caso do empresário José Nilverson Loiola Coelho, dono do supermercado Dular, localizado na Avenida C-205. Para ele, será difícil competir com uma empresa do porte do Tatico.

Calma, pequenos e médios supermercadistas! De acordo com o presidente da Associação dos Economistas do Estado de Goiás (ASECON/GO) Edilson Aguiais, é importante assinalar que os concorrentes diretos do Tatico Jardim América são outros hipermercados, como Carrefour T-9, Hiper Moreira, Bretas T-7, Extra da Avenida Portugal, etc.

Ainda de acordo com Edilson, a extensão de mercado de um hipermercado é diferente daquela encontrada nos mini-mercados locais. “No processo de tomada de decisão pelo consumidor acerca de onde comprar, sempre serão ponderados itens como distância, comodidade, qualidade e atendimento. Em todos estes itens os mini-mercados locais têm vantagem competitiva frente a um hipermercado como o Tatico”, afirma.

Edilson Aguiais esclarece que de modo geral, o quadro está assim delineado: “as pessoas compram ‘o grosso’ em hipermercados, devido a preços geralmente menores, diversidade de marcas e modelos, publicidade, etc. Para fazer a ‘compra do mês’ as pessoas normalmente vão de carro ao supermercado e passam horas escolhendo os itens. Por isto, facilidades como estacionamento, loja de conveniência e até posto de gasolina são diferenciais para hipermecardos. Daí surgem filas imensas fora do horário de expediente; final do dia, sábados e domingos”.

Por outro lado, as pequenas compras são feitas em mercadinhos locais, pela facilidade de acesso e, face pressa do dia a dia, agilidade no atendimento. Estas compras pequenas, segundo Edilson Aguais, só são assim chamadas porque geralmente são fracionadas, mas em muitos casos, seu valor mensal ultrapassa a quantia gasta com a compra do mês.

Economia local

Para o economista, o que vai alterar na economia local é ampliação das facilidades de acesso a bens de consumo pela população da região visto que passa a ter outra opção para adquirir produtos. Na economia da localidade, mais focada nos mercados próximos, não há tendência à retração nas vendas e, por outro lado, tende a gerar economias de aglomeração, ou seja, gerar outros negócios nas proximidades deste empreendimento frente ao fluxo de consumidores que se encaminhará ao local diariamente.

O local que será instalado o hipermercado Tatico já abrigou, além do Marcos, o Passe Bem e o Sul América. Para o morador do bairro e vizinho do novo hipermercado, José Anastácio, de 55 anos, o Tatico irá proporcionar novas oportunidades de emprego, haverá fluxo de clientes diversificados devido os preços baixos e o supermercado irá atrair uma clientela que os outros supermercados da região não conseguem atrair.

Morgana Kelly