Walter Paulo diz que pagou casa do governador à vista

Empresário, que depôs na CPMI do Cachoeira, alega ter pago por casa em dinheiro (Foto: Divulgação)

O empresário Walter Paulo afirmou, à CPMI do Cachoeira no Congresso, que pagou a casa que era do governador Marconi Perillo, onde o contraventor Carlinhos Cachoeira foi preso, à vista. A versão é diferente da apresentada por Wladmir Garcez, também à CPMI, que diz ter repassado três cheques ao governador.

Walter afirma que pagou o imóvel de R$ 1,4 milhão à vista, entregues para Wladimir Garcez e Lúcio Fiúza Gouthier em sua casa e diz que, durante a negociação, em momento nenhum teve contato com o governador.

A assessoria de imprensa do governador afirmou, por meio de nota enviada a imprensa, que o pagamento em dinheiro feito por Walter Paulo não chegou a ele. O governador teria recebido três cheques, que foram repassados por Wladimir Garcez.