De acordo com a PC, casal montou 5 agências de viagem
De acordo com a PC, casal montou 5 agências de viagem "de fachada" em Goiânia | Foto: Divulgação / PC

A Polícia Civil de Goiás apresentou nesta quinta, 29, um casal suspeito de causar prejuízos de mais de R$ 5 milhões com golpes e fraudes em Goiânia.

Foram 6 meses de investigação até que a PC localizasse os suspeitos em um apartamento de luxo no Jardim Goiás, área nobre da capital.

Trata-se de Valter Ferreira de Faria Júnior, 41, e Daniela Rodrigues Dourado Aguirre, 42.

De acordo com a polícia, eles montavam agências de viagem “de fachada”, angariavam clientes, recebiam o pagamento e embolsavam os valores.

Na sequência, pagavam as empresas de aviação com cartões de crédito clonados.

Além disso, ambos são investigados por intermediar a locação de veículos em aeroportos do Brasil e depois trazê-los para Goiânia, onde eram revendidos após adulteração de documentação.

Segundo as investigações, eles montaram ao menos 5 empresas diferentes para praticar os golpes: Atual Turismo e Viagens, Vip Travel Turismo, Alpha Turismo, BSBTour Eventos e Sky Tur.

A PC também identificou 8 CPFs diferentes no nome de Valter e 10 no nome de Daniela.

Vida de luxo

Com o dinheiro angariado com os golpes, o casal sustentava uma vida de luxo, sempre divulgada nas redes sociais.

As fotos mostram bebidas, veículos e viagens luxuosas do casal.

Na residência, os policiais identificaram dezenas de cartões de crédito clonados, além de óculos, relógios, celulares e roupas.

O caso foi desbaratado pela Operação Fake Life, comandada pelo delegado Germano Castro, do 15º DP de Goiânia.

Briga entre taxista e motorista de app quase termina em tragédia na capital


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook