A cidade de Goiânia vai mesmo ganhar um novo estádio.

Após apresentar o plano oficial em março de 2019, o Goiás continua com a construção da nova Arena da Serrinha, no setor Bela Vista, este ano.

A princípio, as obras estavam previstas para finalizarem no final de 2021.

É possível que ocorra algum atraso na entrega por conta da pandemia de covid-19.

Mas o presidente Marcelo Almeida já disse que a maioria das despesas com as obras já foram pagas, o que pode garantir o cumprimento do prazo.

O que já foi feito

Inaugurado em 2019, o tobogã sul já é realidade dentro da Serrinha.

As novas arquibancadas da área leste, totalmente coberta, também já foram montadas. O material utilizado é pré-moldado.

Agora, resta instalar as cadeiras dobráveis no local, que deverão ser colocadas ainda este ano.

Não haverá curva para ligar o tobogã com a arquibancada leste, mas segundo o presidente esmeraldino, as estruturas ficarão bem próximas uma da outra.

Foi finalizada também a restruturação das cabines de transmissão de rádio e TV, que ficam ao oposto da área leste.

O projeto

As obras estão acontecendo em 4 etapas. Atualmente, a construção está na 2ª fase.

O custo total do empreendimento deve girar em torno dos R$ 100 milhões.

Além do que já foi feito, o Goiás fará também melhores camarotes, um estacionamento para 3 mil veículos, 3 restaurantes, bares temáticos, e mais.

A capacidade aumentará para 20 mil torcedores, quando as obras entrarem na 3ª etapa.

O projeto arquitetônico e paisagístico ainda deseja inserir o estádio no cenário urbano do Setor Bela Vista, já na 4ª fase e de acabamento.

A ideia do clube é deixar o Estádio Serra Dourada, após anos disputando torneios no local.

ARENA DA SERRINHA 😍 . A cidade de Goiânia vai mesmo ganhar um novo estádio . Após apresentar o plano oficial em março de 2019, o Goiás continua com a construção da nova Arena da Serrinha, no setor Bela Vista, este ano . A princípio, as obras estavam previstas para finalizarem no final de 2021 . É possível que ocorra algum atraso na entrega por conta da pandemia de covid-19 . Mas o presidente Marcelo Almeida já disse que a maioria das despesas com as obras já foram pagas, o que pode garantir o cumprimento do prazo . O que já foi feito . Inaugurado em 2019, o tobogã sul já é realidade dentro da Serrinha . As novas arquibancadas da área leste, totalmente coberta, também já foram montadas. O material utilizado é pré-moldado . Agora, resta instalar as cadeiras dobráveis no local, que deverão ser colocadas ainda este ano . Não haverá curva para ligar o tobogã com a arquibancada leste, mas segundo o presidente esmeraldino, as estruturas ficarão bem próximas uma da outra . Em andamento, está a restruturação das cabines de transmissão de rádio e TV, que ficam ao oposto da área leste . O projeto . As obras estão acontecendo em 4 etapas. Atualmente, a construção está na 2ª fase . O custo total do empreendimento deve girar em torno dos R$ 100 milhões . Além do que já foi feito, o Goiás fará também melhores camarotes, um estacionamento para 3 mil veículos, 3 restaurantes, bares temáticos, e mais . A capacidade aumentará para 20 mil torcedores, quando as obras entrarem na 3ª etapa . O projeto arquitetônico e paisagístico ainda deseja inserir o estádio no cenário urbano do Setor Bela Vista, já na 4ª fase e de acabamento . A ideia do clube é deixar o Estádio Serra Dourada, após anos disputando torneios no local . Breve histórico . O Estádio Hailé Pinheiro, também conhecido por Serrinha, foi inaugurado em 1995 e sempre fez parte do cenário da capital goiana . Com uma capacidade de apenas 10 mil torcedores, ele se transformou na casa das categorias de base do Goiás . No entanto, desde o ano passado, tem recebido algumas reformas graduais para ser utilizado no Campeonato Goiano e também nas primeiras fases da Copa do Brasil

null

Breve histórico

O Estádio Hailé Pinheiro, também conhecido por Serrinha, foi inaugurado em 1995 e sempre fez parte do cenário da capital goiana.

Com uma capacidade de apenas 10 mil torcedores, ele se transformou na casa das categorias de base do Goiás.

No entanto, desde o ano passado, tem recebido algumas reformas graduais para ser utilizado no Campeonato Goiano e também nas primeiras fases da Copa do Brasil.

O Goiás está, oficialmente, se despedindo do icônico Serra Dourado e voltando para a avenida Edmundo Pinheiro de Abreu.

LEIA MAIS: Enquanto Goiás e CBF tentam achar o culpado, Brasil sofre com covid-19


Acompanhe o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook