Ativistas bloqueiam portões do Zoológico do Rio de Janeiro. Relatam maus-tratos a animais [Vídeo]

Foto: Divulgação / Grupo Gaia
Foto: Divulgação / Grupo Gaia

Na manhã desta sexta-feira (25), integrantes do Grupo de Ativistas Independentes pelos Animais (GAIA) decidiram se acorrentar aos portões do Jardim Zoológico do Rio de Janeiro (RJ), localizado no Bairro de São Cristóvão, em reivindicação pelo fechamento definitivo do parque e sua transformação em um Centro de Triagem de Animais Silvestres.

A ação se iniciou por volta das 8h30 da manhã e foi deflagrada simultaneamente nos 6 portões do zoo, apesar da forte vigilância num dos principais pontos turísticos do Rio, sede das Olimpíadas 2016.

Problemas do ZooRio

Mortes, adoecimento físico e mental de animais, recintos pequenos, grades enferrujadas, alimentos estragados, medicamentos vencidos e até armas ilegais são apenas alguns dos problemas que se arrastam desde 2012. No ano passado, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente foi multada em R$ 1 milhão.

O local foi interditado pelo Ibama em 14 de janeiro devido às péssimas condições das instalações e dos animais, tornando-o inapto à visitação. Contudo, no último dia 8 de março, o órgão ambiental autorizou a reabertura parcial após reformas paliativas, fazendo com que a Prefeitura ficasse livre da multa diária aplicada, sem que houvesse o completo adimplemento do Termo de Ajuste de Conduta firmado junto ao Ministério Público.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente, responsável pela Fundação RioZoo, que administra o lugar, anunciou a publicação de edital de licitação para concessão da administração à iniciativa privada.

A transformação do local em um Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) minimizaria o gargalo envolvendo animais apreendidos, resgatados ou entregues por particulares. Na área de 138.000 metros quadrados, esses animais poderiam ser adequadamente identificados, registrados, reabilitados e destinados.

Pior do Brasil

Segundo levantamento feito pela Revista IstoÉ, dos 111 zoológicos em funcionamento no Brasil, cerca de 77 apresentam irregularidades. Segundo a publicação, o RioZoo é o pior deles, sendo também destaque negativo da Revista Veja Rio, apesar do orçamento de R$ 21 milhões em 2015. (Com informações da Agência de Notícias de Direitos Animais)

Comentários do Facebook