Bolsa Família de pessoas envolvidas com as eleições poderá ser cancelado

Benefícios irregulares já serão cortados a partir deste mês

Bolsa Família cancelamento
Beneficiários doares, candidatos e prestadores de serviços nas eleições devem ficar fora do programa | Foto: Divulgação

Os beneficiários do Bolsa Família, que doaram dinheiro para candidatos ou prestaram serviços nas campanhas eleitorais de 2020, podem ser excluídos do programa.

Uma portaria do governo federal publicada nesta 6ª feira (8) autoriza que prefeituras façam a fiscalização.

Segundo o documento, o Bolsa Família já será cortado neste mês para os casos comprovados.

O benefício deve ser excluído também de famílias que algum membro doou ou prestou serviços eleitorais.

Candidatos

Além desses doadores, os beneficiários que foram candidatos nas eleições também serão alvos de punição com a suspensão ou cancelamento do benefício.

Retorno ao programa

Já para reverter o cancelamento, o ex-beneficiário terá o prazo de seis meses, contados a partir da saído do programa, para reabertura de novo processo de habilitação e seleção.

Fim do benefício: Caixa paga última parcela do auxílio emergencial


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook