Família faz vaquinha para cuidar de bombeiro baleado na cabeça - créditos: Reprodução

A família do bombeiro civil Francisco Nonato Júnior, baleado na cabeça em setembro do ano passado por um amigo da GCM de Aparecida de Goiânia, pede ajuda para cuidar da vítima.

Internado há 4 meses no HUGO (Hospital de Urgências de Goiânia), Francisco agora depende da cuidadora, a irmã Jordana Fernandes, que vive com o marido. Ambos estão desempregados.

O bombeiro civil Francisco Júnior está internado há 4 meses no HUGO – Créditos: Reprodução – Arquivos pessoais

Ela conta que o casal passa por dificuldades financeiras e precisam de ajuda para cuidar de Francisco.

Disse ainda que atualmente mora em uma casa pequena e sem ventilação, inadequada para receber o irmão no estado de saúde em que se encontra.

Ajuda

Para contornar as dificuldades, Jordana tenta uma vaquinha para arrecadar um aluguel de 4 meses e um aparelho para Francisco. Clique aqui para contribuir.

“Acho que esse [4 meses] é um período que a gente consegue estabilizar e comprar um aspirador para ele, que ele precisa por causa da traqueostomia”, conta.

Francisco hospitalizado ao lado da mãe e da irmã, Jordana – Créditos: Reprodução – Arquivos pessoais

“Não sei para quem pedir ajuda. Mandei para várias pessoas, obtive algumas respostas, mas ainda não chegamos ao objetivo de arrecadar o dinheiro de 4 meses de aluguel”, desabafa.


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook