Coluna de Quadrinhos – Snoopy: Volume 2 é boa pedida para o fim do ano

coluna de quadrinhos

Já havia falado do Volume 1 e do Volume 3 de Snoopy, mas por algum motivo passei batido pela segunda edição do beagle do senhor Charles M. Schulz. Então vamos lá.

A amada turma do Snoopy está reunida novamente na coletânea de quadrinhos inédita que a Editora Nemo lançou para a alegria de leitores de todas as idades. Snoopy: Volume 2 foi o quarto título publicado pela editora com esses queridos personagens, e apresenta uma mistura de histórias totalmente novas com páginas dominicais clássicas de Charles Schulz. Como as anteriores, esta edição agradará a crianças e adultos com uma narrativa inteligente e cheia de humor, dando a Snoopy, Woodstock, Linus, Lucy, Chiqueirinho e, é claro, ao querido Charlie Brown a missão de divertir a todos.

Snoopy: Volume 2 foi lançado em junho pela Nemo
Snoopy: Volume 2 foi lançado em junho pela Nemo

Histórias

Os desenhos cheios de vida trazem reflexões existenciais lado a lado com um humor leve. Entre as principais histórias, a clássica cena de Charlie Brown tentando chutar a bola de futebol americano, segurada por Lucy, e também sua acidental participação numa eleição para presidente da turma na escola. Snoopy faz contato com seu irmão Spike por meio de cartas, para saber como anda a vida no deserto, e continua sua luta com o gato do vizinho. Em outra situação clássica, vemos Lucy posando de psiquiatra, embora não seja exatamente interessada em ouvir os dilemas de seus “pacientes”.

Novidades

Uma novidade em relação a Snoopy: Volume 1 são as páginas especiais intituladas “Direto da prancheta”, com quadrinhos e reflexões do próprio Charles Schulz. Acompanhando o anterior, o segundo volume também traz demonstrações de como desenhar personagens da turma e uma galeria de capas originais com a primeira aparição de alguns deles. Na certa, os fãs do cãozinho temperamental e cativante irão se identificar nessas tiras e notarão que o humor também pode estar presente em histórias tristes, com as quais Charles Schulz brincava com seus personagens para refletir sobre a vida. Snoopy: Volume 2 é um lançamento da Editora Nemo para quem gosta de HQs que fazem pensar e rir bastante também!

Schulz

Charles M. Schulz certa vez descreveu a si mesmo como alguém “nascido para desenhar tiras de quadrinhos”. Nascido em Minneapolis, com apenas dois dias de vida um tio o apelidou de “Sparky”, inspirado no cavalo Spark Plug, da tirinha de Barney Google. Por toda a juventude, ele e seu pai compartilharam um ritual nas manhãs de domingo: ler as tirinhas de humor.

Depois de servir no Exército durante a Segunda Guerra Mundial, a primeira grande oportunidade de Schulz veio em 1947, quando ele vendeu para o St. Paul Pioneer Press a série de cartuns intitulada “Li’l Folks”. Em 1950, Schulz se juntou ao United Feature Syndicate, e em 2 de outubro daquele ano a tira “Peanuts” (mais conhecida no Brasil como “Snoopy”) estreou em sete jornais. Charles Schulz morreu em Santa Rosa, Califórnia, em fevereiro de 2000, poucas horas antes que a última tirinha desenhada por ele circulasse nos jornais de domingo.

Comentários do Facebook