Coluna Quadrinhos – O mundo mágico de Moebius

Francisco Costa é jornalista e fã de quadrinhos - francizeppelin@yahoo.com.br
Francisco Costa é jornalista e fã de quadrinhos – [email protected]

Nesta terça-feira estreia a coluna semanal de Quadrinhos, aqui no site do Folha Z. Sempre neste dia, discutiremos um pouco sobre a nona arte. Resenhas, lançamentos, entrevistas, dentre outras coisas poderão ser conferidas aqui. E para começar, vamos falar sobre uma obra de mestre Moebius, O Mundo de Edena – Os Jardins de Edena.

O fantástico, místico e onírico universo da série O Mundo de Edena, criação do grande gênio dos quadrinhos Moebius, chega em seu segundo volume, Os Jardins de Edena, em uma versão incrível. Mais uma belíssima HQ que acaba de chegar ao Brasil pela editora Nemo, após exatos 30 anos de sua publicação original no velho continente.

Enredo

Depois de enfrentarem uma catástrofe espacial no primeiro volume da série (Na Estrela), os reparadores de naves Atan e Stel chegam a um destino inesperado: Edena, um planeta paradisíaco, um mundo em estado natural, estranho a seus olhos futuristas. Aos poucos, Atan e Stel buscam se adaptar ao novo ambiente, descobrindo o sabor de frutas, o gosto da água fresca, os efeitos do sol quente sobre a cabeça e muitas outras sensações.

Tecnologia e fantasia se misturam na HQ O Mundo de Edena
Tecnologia e fantasia se misturam na HQ O Mundo de Edena

À noite, em seus sonhos, eles são visitados por fadas, enquanto a cada dia seus corpos sofrem uma surpreendente metamorfose, resultante da suspensão dos hormônios que ingeriam em sua alimentação sintética. Mas até um aparente paraíso perfeito pode esconder desafios obscuros.

Após um desentendimento, os dois amigos se separam e o enredo se volta para Stel, que tenta desvendar os inúmeros mistérios que cercam este mundo enigmático. Sonhos e sombras se misturam nesta saga que é uma clara referência ao Jardim do Éden e ao tema de Adão e Eva, do Genesis bíblico.

A obra traz um traço mais simples e um pouco menos detalhado que o habitual de Moebius, mas o resultado transmite uma sensação muito agradável ao leitor. Aos poucos, toda a tecnologia que envolve inicialmente a história é deixada para trás e é substituída pela simplicidade. O leitor provavelmente terá uma sensação deliciosa no avançar do texto.

Moebius

Jean Giraud nasceu em Nogent-sur-Marne, na França, em 1938. O quadrinista iniciou sua carreira como artista de história em quadrinhos aos 18 anos, publicando sua primeira história, Frank et Jeremie, para a revista Far West.

Ficou conhecido ao desenhar a série de faroeste Blueberry, publicada pela revista Pilote. Em 1963, Jean Giraud dá vida ao seu pseudônimo, Moebius, na revista Hara Kiri, onde publica diversas histórias. Em 1974 ajuda a criar a revista de fantasia e ficção científica Métal Hurlant, com as primeiras histórias de Arzach – um de seus maiores clássicos.

Como Moebius, o artista francês também contribuiu para a criação de diversos filmes de ficção científica como Alien (1979), Tron (1982) e O quinto elemento (1997), além de trabalhar em parceria com Stan Lee na criação da graphic novel do Surfista Prateado, para a Marvel. Vítima de câncer, Jean morreu em 10 de março de 2012, em Paris, França.

Dica

arzachArzach

2011

Nemo

Moebius

Um dos personagens mais icônicos de Jean Giraud, ou Moebius, como é mais conhecido no mundo da nona arte, é Aszach, que, ainda, é uma das HQs mais influentes e revolucionárias da história dos quadrinhos. Neste primeiro volume da Coleção Moebius, publicado com alta qualidade gráfica e no formato europeu original, encontramos todas as histórias clássicas de Arzach e ainda mais. Mais do que recomendado.

Francisco Costa é jornalista e fã de quadrinhos – [email protected]

Comentários do Facebook