Detento que fugiu de UPA em Aparecida é morto em confronto com a PM

Igor cumpria pena de 23 anos pela morte de um policial. Preso à maca, ele usou 1 grampo para abrir a algema na UPA. Participaram do confronto GRAer, Bope e Comando de Missões Especiais

Detento foi internado na UPA Brasicon no dia 13, após passar mal na sua cela na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG) | Foto: Divulgação / PC
Detento foi internado na UPA Brasicon no dia 13, após passar mal na sua cela na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG) | Foto: Divulgação / PC

Após ficar foragido por quase 1 semana, um detento que fugiu de uma unidade de saúde em Aparecida morreu em confronto com a Polícia Militar.

De acordo com a PM, a ocorrência foi registrada no sábado, 20.

Igor Henrique Meneses Barreto, de 24 anos, havia fugido da UPA Brasicon no dia 15 após conseguir usar um grampo para abrir a algema que o prendia à maca.

Para a operação que o localizou foram destacados mais de 10 policiais.

Na ação, tomaram parte o Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAer), o Batalhão de Operações Especiais (Bope) e o Comando de Missões Especiais (CME).

Segundo a PM, informações repassadas à corporação indicavam que o homem havia se escondido em uma casa no Jardim Tiradentes, em Aparecida de Goiânia.

Ao chegar no local, segundo relato oficial, a polícia foi recebida a tiros por Igor.

No revide, ele foi baleado. Apesar de socorrido ainda com vida, morreu no hospital.

Com o homem foi apreendido um revólver calibre 38.

Fuga

Igor foi internado na UPA Brasicon no dia 13, após passar mal na sua cela na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG).

Segundo agentes da unidade, ele se desvencilhou da algema com o uso de um grampo e pulou por uma pequena janela para escapar do local.

Durante 5 dias, as polícias Civil e Militar fizeram diligências em busca do condenado.

Prisão

Igor Henrique foi sentenciado por latrocínio em fevereiro de 2017.

Sua pena foi de 23 anos e 4 meses de prisão.

A acusação foi de que ele e comparsas participaram do assassinato de um policial civil em fevereiro de 2016 durante um assalto a um pit dog de Goiânia.

Presos do interior são levados para o Complexo Prisional de Aparecida


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook