Erosão interdita via no Village Garavelo há 4 meses

Desmoronamento foi causado por enxurrada durante chuvas no início do ano. Mas motociclistas e pedestres ainda se arriscam contornando barreiras

Moradores pedem solução para erosão que obstruiu via no Village Garavelo | Foto: Folha Z

Moradores do Residencial Village Garavelo, em Aparecida, reclamam de uma erosão em uma avenida do setor.

O desmoronamento na Avenida Xavier de Almeida foi causado por uma forte enxurrada durante chuvas ainda em abril deste ano.

Devido ao problema, a via se tornou intransitável.

Para tentar conter acidentes, a Prefeitura de Aparecida interditou a passagem no local por meio da instalação de barricadas.

Mas motociclistas e pedestres ainda se arriscam contornando as barreiras.

Moradora da região, Silvany Dias reclama que nunca houve solução definitiva para a a situação, que já dura meses.

“Aqui é uma passagem para um dos polos empresariais de Aparecida. Precisamos de algo que resolva o problema”, disse ao Folha Z.

Prefeitura de Aparecida

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Aparecida para obter um posicionamento a respeito da erosão.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), a construção de um novo bueiro celular está em licitação.

Confira a íntegra da nota:

“A Prefeitura de Aparecida, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), esclarece que a erosão na Alameda Xavier de Almeida, no Setor Village Garavelo foi ocasionada por um bueiro que se rompeu no início do ano e que o projeto para a construção de um novo bueiro celular já está pronto e em licitação.

A Seinfra esclarece que este processo tem duração de cerca de 120 dias e que após isso será dada a ordem para execução do serviço.”

Avenida no Village Garavelo está intransitável há 4 meses devido a erosão | Foto: Folha Z
Avenida no Village Garavelo está intransitável há 4 meses devido a erosão | Foto: Folha Z

Aparecida terá temperatura recorde no domingo. Veja previsão de chuva


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook