Sexo é benéfico para as idosas e ruim para os senhores, revela estudo

estudo-sexo-idoso
Estudo conclui que o sexo frequente entre os homens idosos pode fazer mal| Foto: AP Photo/Matt Rourke

Um estudo americano revelou nesta terça-feira, 06, que relações sexuais  frequentes e satisfatórias aumentam o risco de ataque cardíaco entre os homens idosos. Por outro lado, o orgasmo é benéfico para as mulheres de idade avançada. Entre as mulheres idosas, o sexo pode inclusive reduzir o risco de hipertensão.

“Estes resultados questionam muito disseminada ideia de que as relações sexuais melhoram a saúde de todos sem distinção de sexo”, afirma Hui Liu, professor-adjunto de sociologia da Universidade de Michigan, principal autor da pesquisa, a mais ampla já realizada até agora sobre o tema.

Os trabalhos, financiados pelo governo federal, estão publicados na edição do “Journal of Health and Social Behavior” (Revista de Saúde e Comportamento Social).

Os homens idosos que tinham relações sexuais uma ou mais vezes por semana, segundo o estudo, tiveram nos cinco anos o dobro de acidentes cardiovasculares em relação aos que estavam sexualmente inativos. Esta diferença de risco não foi constatada entre as mulheres.

LEIA MAIS: Usaint Bolt pede a namorada em casamento: “Ela disse sim”, comemora o astro

Segundo Hui Liu, estes resultados sugerem que o estresse e os esforços de uma relação sexual são mais exigentes com a idade para os homens, já que eles têm cada vez menos energia e mais dificuldade para ter uma ereção e atingir o orgasmo.

As mulheres da mesma faixa etária que têm orgasmos intensos – ou simplesmente satisfatórios – reduziram claramente seu risco de hipertensão cinco anos depois do estudo em relação às que não experimentavam prazer.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook